Pesquisar este blog

10 de set de 2017

Prada Olfactories Day For Night e Un Chant d'Amour - Fragrance Review



Português (click for english review):

Day For Night

É praticamente uma regra nas coleções exclusivas de que você deve ter um perfume ambarado ou baseado em algum acorde clássico de âmbar. O motivo é simples na minha opinião: por mais familiares que eles sejam, eles vendem muito bem e passam fácil por perfumes sofisticados em seu aroma quente e rico. Por isso, sem surpresas Day for Night é o perfume na coleção da prada que ocupa essa posição. Como todos os outros da linha, é uma criação persistente porém suave, curioso para um perfume de âmbar. Não há muita evolução na pele, seu aroma começa com um toque amendoado e um leve quê de couro e depois fica basicamente um aroma resinoso quente, adocicado e denso sem ser intenso. Talvez o único destaque aqui seja a capacidade de fazer um âmbar mais clássico que certamente será mais versátil pelo aspecto mais delicado do aroma.

Un Chant d'Amour

Eu acho muito interessante analisando do ponto de vista do aroma em si como as marcas conseguem vender criações que esteticamente se assemelham em patamares de preço tão distintos. Vários perfumes dessa coleção da Prada poderiam muito bem fazer parte da linha Infusion: interpretações simples e diretas de alguns aromas com uma aura delicada e persistente. Porém, aqui eles são vendidos como exclusivos, vestidos de conceitos extravagantes e preços bem maiores.
A Flor de laranjeira deve ser uma obsessão da casa, já que Un Chant d'Amour é o quinto perfume que a Prada lança com destaque nessa nota (o sexto se você contar o prada amber homme). A ideia é similar a do Nue Au Soleil, em vez de laranjeira aqui é chamado de neroli e o contorno um pouco mais sensual abre espaço para o lado mais limpo em um aroma levemente adocicado, almiscarado e persistente. O único momento bizarro é o da saída, cuja a inclusão do acorde de flor de algodão remete muito a aroma de desodorante feminino e cheira um pouco amargo demais.

English:

Day For Night

It is practically a rule in exclusive collections that you should have an amber scent or based on some classic amber accord. The reason is simple in my opinion: however familiar they are, they sell very well and pass easily for sophisticated perfumes in their warm and rich aroma. So without surprises Day for Night is the perfume in the prada collection that occupies that position. Like all others in the line, it is persistent yet gentle, a curious behaviour for an amber perfume. There is not much evolution in the skin, its aroma begins with an almond and a touch of leather, and then it is basically a warm, sweet and dense resinous aroma without being intense. Perhaps the only highlight here is the ability to make a more classic amber that will certainly be more versatile because of the more delicate aspect of the aroma.


Un Chant d'Amour


I find it very interesting analyzing from the point of view of the aroma itself how the brands manage to sell creations that aesthetically have a resemblance and are sold at such distinct price levels. Several perfumes of this Prada collection could very well be part of the line Infusion: simple and direct interpretations of some aromas with a delicate and persistent aura. However, here they are sold as exclusive, dressed in extravagant concepts and at much higher prices.
The Orange Flower must be an obsession of the house, since Un Chant d'Amour is the fifth perfume that Prada throws prominently in this note (the sixth if you count theprada amber pour homme). The idea is similar to Nue Au Soleil, instead of orange tree here is called neroli and the slightly more sensual contour makes room for the cleaner side in a slightly sweet, musky and persistent aroma. The only bizarre moment is that of the output, whose inclusion of the cotton flower accord remits much to the scent of feminine deodorant and smells a bit too bitter.