Pesquisar este blog

25 de set de 2017

SAUF Contre Bombarde 32 - Fragrance Review



Seria mentira se eu não dissesse que a primeira coisa que me chamou a atenção nos perfumes da SAUF foi o design dos frascos, algo que não costuma ser o meu foco. Há algo de minimalista e elegante neles e, pesquisando, descobri que há um significado que une forma, conceito e perfume nesse caso.

Os frascos são feitos para remeter aos tubos de órgãos sacros. Cada perfume faz referência a um órgão e Contre Bombarde é um tipo de órgão de tubos com colunas de tubos de 32 polegadas de comprimento, com o nome fazendo alusão a instrumento francês da renascença. O perfume em si casa bem com a estética minimalista e o conceito sacro que permeia inspiração, se adequando aos propósitos universais que a SAUF menciona em sua página.

O estilo de composição aqui é basicamente um incenso ambarado mineral, um blend de resinas, algo que me remete a patchouli e musks/materiais minerais de fundo. Apesar da nota de caramelo presente na lista, Contre Bombarde não é um gourmand e o toque adocicado se mistura bem ao aroma ambarado e ao aspecto cítrico meio amargo que aparece logo na saída. O uso do junipero confere um aroma seco e especiado na saída, que se mistura ao aroma amargo de laranja e confere um contraste especiado seco. E apesar das notas pesadas e clássicas, Contre Bombarde tem uma evolução agradável, um pouco linear talvez, porém um incenso aveludado que não se torna enjoativo. Vendido como Extrato, fica no limite entre o comportamento de uma edp e de um extrato e é uma composição com uma aura clássica interessante e coesa.

English:

It would be a lie if I did not say that the first thing that caught my attention in the SAUF perfumes was the design of its bottles, something that is not usually my focus. There is something minimalist and elegant in them and, researching, I discovered that there is a meaning that unites form, concept and perfume in this case.

They are made to resemble to the tubes of sacral pipe organs. Each perfume refers to an organ and Contre Bombarde is a type of tube organ with columns of tubes of 32 inches long, with the name alluding to a French instrument of the renaissance. The perfume itself marries well with the minimalist aesthetic and the sacred concept that permeates inspiration, adapting to the universal purposes that SAUF mentions on its page.

The style of composition here is basically an amber mineral incense, a blend of resins, something that reminds me of patchouli and musks /mineral materials in the background. Despite the caramel note on the list, Contre Bombarde is not a gourmand and the sweet touch blends well with the amber aroma and the bitter citrus aspect that appears right out at the opening. The use of the juniper confers a dry and spicy aroma right at the beginning, which mixes with the bitter orange aroma and imparts a dry spicy contrast. And despite the heavy and classic notes, Contre Bombarde has a pleasant evolution, a little linear perhaps, but a velvety incense that does not become cloying. Sold as an Extract, it stands at the border between the behavior of an edp and an extract and is a composition with an interesting and cohesive classical aura.