Pesquisar este blog

4 de mar de 2018

By Killian Woman in Gold - Fragrance Review


Em 2017 a marca de nicho By Kilian completou 10 anos de existência, o que não é pouco tempo dentro desse segmento. Kilian Henessy entendeu desde o começo um aspecto importante, de que há um bom público para composições que sejam capazes de oferecer o que os perfumes comerciais do passado ofereciam, aromas que tenham um quê de familiar mas que ao mesmo tempo soem luxuosos em seu acabamento. A marca se especializou nisso ao longo de sua jornada, oferecendo apresentações espetaculares ao mesmo tempo que se mostrava democrática ao oferecer refis por um preço acessível. Na celebração de sua primeira década, Kilian celebra o ouro e o trabalho de Gustav Klimt em duas composições inspiradas em suas obras.
Woman in Gold é inspirado no belíssimo retrato de Adele Bloch-Bauer, uma das pinturas famosas de Klimt, e é um jogo de contrastes entre luz e escuridão como Kilian descreve, só que visto sob a estética do ouro. O que representa o ouro aqui é o patchouli, que ao mesmo tempo que é terroso se mostra mais luminoso do que composições clássicas de patchouli. O uso de cítricos ao redor de um aroma de laranja ajuda a reforçar um tom luminoso na composição. Entre essas duas pontas se desenvolve um sofisticado e atemporal aroma floral powdery, que gira ao redor das rosas ao mesmo tempo que sugere um leve quê floral branco.
A combinação de rosas, patchouli e um quê de baunilha me faz pensar em uma versão moderna do delicioso Rochas Tocade, só que a harmonia é deslocada para favorecer o aroma brilhante e terroso do patchouli, moderando o aroma powdery floral e diminuindo bastante a doçura. É um típico perfume Kilian, familiar, bem acabado e elegante. A marca assim continua apostando em seu público e fazendo o que sabe fazer bem.