Pesquisar este blog

4 de mar de 2018

Jovoy Sombres Dessins - Fragrance Review


A marca parisiense certamente sabe que um bom jogo de sedução vende muito bem o conceito de um perfume e por isso costuma explorar essa temática em suas criações. Sombre Dessins deseja mirar em algo sedutor e sombrio, ao mesmo tempo que urbano e quente. Para isso, a marca parece investir em notas clássica da perfumaria com uma interpretação mais abstrata.
A criação aqui gira basicamente ao redor da rosa , sândalo e das resinas, criando uma aura sedutora atemporal. A saída nos trás o toque frutado e seco da pimenta rosa em contraste com as nuances de bebida e com o cheiro do açafrão. Parece que o perfume irá por um caminho denso, entretanto surge uma rosa mais aveludada para suavizar. Porém, quando o sândalo retoma junto com as resinas ele cria de fato um aspecto meio sombrio, um aroma amadeirado que tem algo meio medicinal e meio plástico, uma combinação curiosa que por algum motivo me faz pensar no criativo e complexo Le Feu d'Issey.
Diria que não é um perfume fácil apesar de não ser um perfume tão sombrio. Há uma combinação aqui que soa estranha e familiar ao mesmo tempo. Combina muito bem com a ideia de sedução obscura/misteriosa que a marca almejava.