Pesquisar este blog

22 de set de 2018

Berdoues Grand Crus Vanira Moorea - Avaliação/Resenha/Review


Português (click here for english):

A baunilha é um dos coringas da perfumaria, uma nota/essência que assim como os musks pode arredondar uma composição, suavizar aspectos difíceis e conferir uma doçura moderada dependendo de como for utilizada. Uma combinação que funciona divinamente bem com baunilha são notas cítricas e Vanira Moorea extraí o melhor justamente dessa dupla, criando um ambiente tropical e paradisíaco de cremosidade adocicada e cítrica.

Vanira Moorea utiliza o contraste da baunilha contra os cítricos de duas formas, uma mais cítrica e refrescante e uma mais floral, exótica e tropical. A combinação me remete tanto a perfumes como Creed Sublime Vanille e Diptyque Eau Duelle onde temos um aroma de limão versus uma baunilha açucarada e me remete também ao aroma nupcial de laranjeira, baunilha e amêndoas explorado pela Guerlain em seu perfume exclusivo Le Bouquet de La Mariee.

Na abertura, Vanira Moorea nos recebe com um aroma frutal e que por alguns momentos chega a remeter a um cheiro de amêndoas e chiclete - curiosamente são nuances do buquê de laranjeira que é trabalhado no coração do perfume. O contraste entre essas notas e a baunilha é o que remete ao perfume da Guerlain, porém o excesso de doçura é cortado por um aroma que remete ao suco de limões suculentos, que se combinam muito bem com a cremosidade doce da baunilha. De fundo, temos musks macios segurando o aroma doce e cremoso de uma forma simples e elegante na pele. Vanira Moorea é como uma viagem olfativa de férias: simples, divertido, sem pressa e sem preocupações. Um dos perfumes fáceis de gostar dentro da coleção Grand Crus e um ótimo trabalho com baunilha e cítricos.

English version

Vanilla is one of the jams of the perfumery, a note / essence that like musks can round a composition, soften difficult aspects and give a moderate sweetness depending on how it is used. A combination that works divinely well with vanilla is citrus notes and Vanira Moorea has the best of it, creating a tropical and paradisiacal atmosphere of sweet and citrusy creaminess.

Vanira Moorea uses the contrast of vanilla against citrus in two ways, a more citrus and refreshing and a more floral, exotic and tropical one. The combination reminds me of perfumes such as Creed Sublime Vanille and Diptyque Eau Duelle where we have a lemon scent versus a sweet vanilla and also reminds me of the bridal scent of orange, vanilla and almonds explored by Guerlain in its exclusive perfume Le Bouquet de La Mariee .


At the opening, Vanira Moorea greets us with a fruity aroma that for some moments comes back to a smell of almonds and chewing gum - curiously the last one is a nuance of the orange blossom bouquet that is worked at the heart of the perfume. The contrast between these notes and the vanilla is what brings to the Guerlain perfume, but the excess of sweetness is cut by an aroma that os link to the juice of succulent lemons, that combine very well with the sweet creaminess of the vanilla. From the background we have soft musks holding the sweet and creamy aroma in a simple and elegant way on the skin. Vanira Moorea is like an olfactory vacation trip: simple, fun, unhurried and carefree. One of the fragrances easy to like inside the Grand Crus collection and a great work with vanilla and citrus.