Pesquisar este blog

25 de set de 2018

Caron Tabac Blond EDP - Avaliação/Resenha/Review



Português (click here for english):

Se houvesse uma forma de preservar comercialmente patrimônios históricos da perfumaria Tabac Blond certamente estaria nessa lista. Prestes a completar 100 anos, infelizmente com o anúncio da possível venda da parfums Caron ele corre risco de ser descontinuado. É uma pena pois sua composição é um testamento a uma época de ouro da perfumaria onde o perfumista podia então fazer o que antes era apenas um sonho.

É um fato que as inovações da época assustaram os perfumistas tradicionais, acostumados a trabalhar principalmente com materiais naturais. Para facilitar a utilização dos potentes e brutais sintéticos as casas de perfumaria da época criaram o conceito de base, que são composições prontas para serem incorporadas em uma criação. Novatos na perfumaria como François Coty e Ernest Daltroff abraçariam com entusiasmo essas inovações e tornariam as bases uma parte importante e crucial de perfumes que se tornaram lendas na história da perfumaria.

Tabac Blond seria um dos primeiros se não o primeiro da marca a utilizar a lendária base Mousse de Saxe da companhia DeLaire em uma composição que celebraria uma liberação feminina da época: a mulher que fumava. Tabac Blond criaria um perfume feminino inspirado em um ítem tipicamente do universo masculino e sua maior proeza é a de criar uma temática convincente sem chegar a utilizar o absoluto de tabaco em si.

É interessante testá-lo na pele, ver que uma composição carregada em cravo, couro e notas darks possa ter sido feminina no passado é um testamento do quanto o gênero de perfumaria feminina mudou drasticamente ao longo do tempo. A base Mousse de Saxe contribui com o aroma dark e elegante de couro que envolve o aroma do cravo e o aroma ao mesmo tempo atalcado e terroso da iris. O contraste entre o aspecto spicy seco do cravo e o aroma dark e macio de couro vendem bem a abstração de um tabaco, um que tende mais para o de um cachimbo flavorizado. É interessante que Tabac Blond quebra a visão que temos de uma perfumaria clássica complicada, entretanto é importante salientar o como sua composição consegue utilizar a elegância da complexidade das bases em um tema bem definido. Certamente seu sucesso ajudou a definir a identidade da Caron que apareceria em criações posteriores, em clássicos como En Avion e Nuit de Noel. Uma obra-prima da perfumaria.

English version

If there was a way to commercially preserve the historical heritage of perfumery Tabac Blond would certainly be on this list. Already about to turn 100, unfortunately with the announcement of the possible sale of the Caron parfums it runs the risk of being discontinued. It's a shame because this composition is a testament to a golden era of perfumery where the perfumer could then do what was once just a dream.

It is a fact that the innovations of the time scared the traditional perfumers, accustomed to work mainly with natural materials. To facilitate the use of the potent and brutals synthetic the perfumery houses of the time created the concept of bases, which are compositions ready to be incorporated into a creation. Perfume novices like François Coty and Ernest Daltroff would enthusiastically embrace these innovations and make them the bases an important and crucial part of perfumes that have become legends in the history of perfumery.

Tabac Blond would be one of the earliest if not the first of the brand to use DeLaire's legendary Mousse de Saxe base in a composition that would celebrate a women's freedom of the time: the woman who smoked. Tabac Blond would create a feminine scent inspired by an item typically of the masculine universe and its greatest prowess was to create a convincing theme without getting to use the tobacco absolute itself.

It is interesting to test it on the skin: to see that a composition loaded on carnation, leather and darks notes may have been feminine in the past is a testament to how much the feminine fragrance genre has changed drastically over the years. The Mousse de Saxe base contributes to the dark and elegant scent of leather that surrounds the scent of the clove and the powdery and the same time earthy of the iris. The contrast between the dry spicy aspect of the clove and the dark and soft aroma of leather sell well the abstraction of a tobacco, one that tends more to that of a dry pipe one. It is interesting that Tabac Blond breaks the view that we have of a complicated classic perfumery, however it is important to emphasize how his composition manages to use the elegance of the complexity of the bases in a well defined theme. Certainly its success helped to define the identity of Caron that would appear in later creations, in classics like En Avion and Nuit de Noel. A masterpiece of perfumery.