Pesquisar este blog

21 de set de 2018

Natura Ília Secreto - Avaliação/Resenha/Review


Não é segredo que a Natura tem ambições de voltar a ser a líder em vendas no setor de perfumaria nacional e que para isso a marca tem nos últimos 3 anos investido pesadamente no lançamento de novas criações e cortando sem dó o que não performa bem em vendas, uma prática que era menos evidente em anos anteriores da marca. Porém, quando se avaliava os perfumes da Natura, parecia que faltava ousadia e sofisticação em muitos, algo que ia tanto dos mais acessíveis (como a linha humor) aos mais caros (linha essencial).

Pois bem, em 2017 a marca acertou a mão no segmento de perfumaria e tem surpreendido com uma proporção de lançamentos que tende muito mais ao interessante e bom do que ao morno e sem graça. No final de 2017 foi também o momento onde a marca deixou claro que começaria a investir mais em perfumes gourmands e em 2018 ela continua a por em prática isso, com Ília Secreto sendo um dos novos lançamentos nessa leva de criações gourmands.

Ília Secreto consegue fazer justamente o que o tradicional não conseguiu quando foi lançado e cria um aroma bem mais exuberante sem deixar de lado a sofisticação. É interessante que ao aderir a tendência Gourmand a Natura mostra maturidade nisso e não cria meramente um perfume que liga o aroma de açúcar e não se preocupa com o resto. Talvez o maior Segredo desse Ília seja justamente a multidimensionalidade de seu acorde gustativo.

Eu diria que o acorde Gourmand de Ilía Secreto se desenvolve sobre 3 perspectivas: frutal, floral e amadeirada, correspondendo aos 3 momentos de evolução do perfume. Logo na saída o perfume apresenta o lado açúcarado que esperaríamos, entretanto ele é utilizado para ressaltar a suculência do aroma que apesar de ser descrito como frutas roxas me remete mais a frutas vermelhas e silvestres. É interessante que as frutas estão integradas com o corpo floral, de forma que se você já sentiu alguma vez o aroma de jasmim sambac irá notar como o lado frutal junto com o acorde de jasmim ajuda a remeter a essa variedade. Nesse segundo momento, o lado mais roxo do acordo frutal acaba ressaltado, já que é um elemento essencial da composição de um acorpo floral branco.

O que eu acho mais interessante aqui é como o toque torrado e quente de café vai se desenvolvendo na composição. Ele não é gritante, entretanto é perceptível sua aura ajudando a criar contraste com os elementos mais doces e frutados da composição. Ele é um elemento importante para dar o lado mais seco e amadeirado da composição, reforçando as nuances de cedro e sândalo e se misturando de forma bem agradável a cremosidade da bauniilha e do café. Ilía Secreto apesar de marcante não é exagerado e é necessário aplicar bastante dele para que se torne um perfume incômodo. É uma criação bem elaborada, um perfume sensual em um belíssimo frasco e o tipo de perfume que não deve nada a concorrentes internacionais. Na minha opinião, é nesse caminho que a marca deve continuar apostando em seus lançamentos.