Pesquisar este blog

24 de set de 2018

Parfums de Marly Akaster - Avaliação/Resenha/Review



Português (click here for english):

Ocorreu-me hoje que a analogia com o universo dos cavalos é perfeita quando se pensa na perfumaria da Parfums de Marly. Cavalos por mais exóticos que sejam são animais reconhecíveis pela suas características gerais, pelo porte imponente, pela excelente performance que possuem no universo das corridas. Os perfumes da marca também são assim, cavalos de raça da perfumaria, por mais exóticos que sejam são reconhecíveis pelas estruturas olfativas que possuem. Os melhores, como Akaster, unem a isso o porte imponente e uma boa performance.

Akaster faz referência a um cavalo conhecido como Alcock's Arabian e que é ancestral de uma linhagem de cavalos de corrida. O perfil aromático utilizado para interpretar essa inspiração é um que honra as origens árabes desse exemplar e foca numa estrutura conhecida e que faz muito sucesso: o combo agarwood e rosas. Akaster parece empregar as características exóticas dessa combinação e aplicá-las para uma demonstração precisa de força e imponência.

O aroma de oud e rosas aqui me faz pensar em Akaster como um agarwood para iniciantes, o que não significa que seu aroma não seja bem feito. Aliás, o perfume surpreende por encontrar um belo equilíbrio entre o aspecto aveludado das rosas e seu agarwood conseguir mostrar o aspecto amadeirado e um leve toque de mel. O charme para mim se dá pela inclusão do cardamomo, seu aroma spicy e aromático dando uma nuance quase que fougere ao perfume junto com o gerânio e o cipestre. É um equilíbrio tão bem feito que o aroma chega a passar como parte do combo de agarwood e rosas e a dar distinção à ideia. Sua evolução não é apressada em momento nenhum e o perfume não perde a identidade do começo ao fim. É um dos melhores examplares da haras de fragrâncias da Parfums de Marly e um que, como a marca sinaliza, é perfeitamente compartilhável.

English version

It has occurred to me today that the analogy with the universe of horses is perfect when one thinks of Parfums de Marly. Horses, however exotic they may be, are recognizable by their general characteristics, their imposing size and the excellent performance they have in the race universe. The perfumes of the brand are also like that, perfumery racing horses, however exotic they are are recognizable by the olfactory structures that they possess. The best ones, like Akaster, add to that the imposing bearing and a good performance.

Akaster refers to a horse known as Alcock's Arabian and is an ancestor of a racehorse lineage. The aromatic profile used to interpret this inspiration is one that honors the Arabic origins of this specimen and focuses on a well-known structure that is very successful: the combo of agarwood and roses. Akaster seems to employ the exotic features of this combination and apply them for an accurate demonstration of strength and magnificence.

The aroma of oud and roses here makes me think of Akaster as an agarwood for beginners, which does not mean that its aroma is not well made. In fact, the perfume is surprising to find a beautiful balance between the velvety aspect of the roses and its agarwood manage to show the woody appearance and a slight honey touch. The charm for me is the inclusion of cardamom, its spicy and aromatic aroma giving an almost fougere nuance to the perfume along with the geranium and cypress. It is a balance so well done that the aroma comes to pass as part of the combo of agarwood and roses and to give distinction to the idea. Its evolution is not hasty at any moment and the perfume does not lose the identity from the beginning to the end. It's one of Marly Parfums's finest fragrances and one that, as the brand signals, is perfectly shareable.