Pesquisar este blog

2 de dez de 2018

Givenchy Gentleman EDP - Avaliação/Resenha/Review


Português (scroll down for english version):

Por mais que a perfumaria comercial tenha na última década se tornado repetitiva e muitas vezes sem graça ela ainda nos surpreende com lançamentos muito sólidos e bem desenvolvidos. É uma falsa ideia de que no mercado atual você encontrará "qualidade" (palavra que odeio utilizar mas emprego aqui por falta de outra) na perfumaria de nicho, que inclusive tem se tornado repetitiva e adquirido os mesmos erros da perfumaria comercial. A verdade é, como mostra Gentleman EDP, bons perfumes podem surgir até em flankers.

Buscando atrair um novo público masculino a Givenchy lançou em 2017 um perfume com o mesmo nome de um de seus clássicos de 1974. O novo Gentleman de 2017 era interessante, entretanto sua imagem powdery frutada parecia colar no sucesso do Dior Homme, oferecendo elegância entretanto com uma performance razoavelmente decepcionante, como se a ideia não se desenvolvesse muito bem até o fim. Na concentração EDP, ficava o risco da marca continuar colada na ideia do Dior Homme, mirando na versão intense e assim resolvendo problemas de performance mas sem entregar algo diferente.

O fato é que isso não aconteceu e Gentleman EDP é para mim talvez um dos melhores lançamentos de 2018, um perfume com um certo risco e que facilmente poderia ter sido lançado por uma marca de nicho ou até mesmo como uma edição limitada para o público árabe. A comparação com o Dior Homme Intense só serve para efeitos de entender que a iris aqui também é tratada de forma oriental. Entretanto, em vez de oferecer uma base de baunilha e um oriental mais leve o perfumista vai para valer no conceito e resgata um acorde ambarado e balsâmico que faz muito tempo que eu não vejo em um perfume comercial, que dirá em um masculino. Gentleman EDP envolve o toque terroso e delicado da iris em uma quente cama de resinas, ambergris, patchouli e pimentas, criando um perfume oriental belíssimo que vai descortinando suas camadas balsâmicas e quentes aos poucos, tendo até mesmo espaço para um sutil toque de couro. Essa concentração 2018 mira em uma ideia clássica e atemporal e a entrega com muita sofisticação. Fantástico, poderia custar muito mais caro!

English:

As much as commercial perfumery has in the last decade become repetitive and often bland it still surprises us with very solid and well developed releases. It is a false idea that in the current market you will find "quality" (word I hate to use but employed here for lack of another) in niche perfumery, which has even become repetitive and acquired the same errors of the commercial perfumery. The truth is, as Gentleman EDP shows, good perfumes can pop up everywhere, even on mainstream flankers.

Looking to attract a new male audience Givenchy launched in 2017 a perfume with the same name as one of its classics of 1974. The new Gentleman of 2017 was interesting, however its fruity powdery image seemed to stick to the success of Dior Homme, offering elegance however with a reasonably disappointing performance, as if the idea did not develop very well until the end. At the EDP concentration, there was the risk that the brand remained stuck in the idea of Dior Homme, aiming at the intense version and thus solving performance problems but without delivering something different.

The fact is that this did not happen and Gentleman EDP is to me perhaps one of the best releases of 2018, a perfume with a certain risk and that could easily have been launched by a niche brand or even as a limited edition for the Arab public . The comparison with the Dior Homme Intense is only meant to understand that the iris here is also treated in an oriental way. However, instead of offering a vanilla base and a lighter oriental, the perfumer goes for real in the concept and rescues an amber and balsamic accord that I have not seen in a commercial perfume for a long time, even less in a masculine. Gentleman EDP involves the earthy and delicate touch of the iris in a warm bed of resins, ambergris, patchouli and peppers, creating a beautiful oriental scent that uncovers its balsamic and warm layers gradually, even having room for a subtle touch of leather. This 2018 concentration looks at a classic and timeless idea and delivery it with a lot of sophistication. Fantastic, could cost a lot more !