Pesquisar este blog

2 de dez de 2018

Natura Homem Coragio - Avaliação/Resenha/Review


Um dos últimos lançamentos da Natura esse ano, Homem Cor.Agio sofre de um problema, ele vem após um ano muito forte da marca, onde excelentes fragrâncias foram lançadas. Assim, o projeto cria expectativas que infelizmente acabam não sendo atendidas completamente, o que não significa que sua execução como um todo não seja interessante.

A marca ao longo do ano percebeu que precisava investir em fragrâncias marcantes e que precisava levar sua linha olfativa em uma direção mais internacional, o que tem sido feito principalmente pelas parcerias de cocriação que a marca tem se utilizado a cada lançamento. Em Homem Cor.Agio, Veronica Kato trabalha com o perfumista Christophe Herault e o objetivo é fazer algo ousado, intenso, moderno e sedutor. O risco que a marca corre já se evidencia tanto no nome como no próprio frasco, que busca aliar um design mais moderno e rompe com os padrões do resto da linha.

Eu diria que é necessário avaliar Homem Cor.Agio de duas perspectivas: a do projeto em si e a do ponto de vista comercial. Do ponto de vista comercial, a marca fez um excelente resultado, entregando algo que de fato é intenso, moderno e sedutor e um produto que é bem comercial. Homem Cor.Agio é a farofa do ano da Natura, mas é uma que você come com gosto e pede bis.

Já com relação ao projeto em si. Cor.Agio fica no meio do caminho, não sendo nem um desastre nem uma grande surpresa. O risco corrido no design trás algo que é moderno ao mesmo tempo mas que tem um lado barato que a marca talvez não tenha pensado - o mecanismo de spray e a parte plástica que fica evidente remete aos antigos desodorantes com refil que a marca produzia, o que tira parte do seu apelo moderno. O perfume em si é quase tudo que a marca propõe, apenas não é ousado. A sensação de deja-vu é imediata, pois a combinação de especiarias frias e quentes versus o fundo oriental ambarado é algo que de fato diz sensualidade e mostra intensidade e modernidade. Porém, essa mesma combinação do jeito que é tratada diz One Million e suas variações.

Cor.Agio imediatamente remete ao contraste entre cítrico e especiarias frias e metálicas que se tornou uma fortíssima assinatura do One Milliion. Isso é reforçado pela escolha da base, que também vai numa direção bem ambarada. A diferença é que Cor.Agio tenta escolher um caminho menos enjoativo, acrescentando mais especiarias frescas, criando um aspecto secundário fougere de barbearia e acrescentando um toque mais frutado de pimenta rosa, que contrasta com a base mais quente, balsamica e adocicada. Se observado de fundo, há também um aspecto fresco, doce e negro de anis, que cria um toque diferenciado na fragrância.

Considerando que estamos falando de perfumaria nacional e de todos os avanços feitos pela Natura, Cor.Agio não é o seu destaque do ano, mas é um excelente perfume da casa. Não é ousado no sentido de trazer algo novo, mas é um perfume muitíssimo bem feito, equilibrado e complexo e que poderia muito bem ser o lançamento de uma grife internacional. Pontos para a marca por fechar o ano com uma farofa de qualidade.