Pesquisar este blog

2 de dez de 2018

Tom Ford Mandarino di Amalfi - Avaliação/Resenha/Review


Português (scroll down for english version):

A linha de fragrâncias cítricas de Tom Ford é prova de que no mercado de nicho há espaço para tudo, inclusive para cítricos, uma categoria que não há muito espaço para inovação ou grandes melhorias. O que faz a diferença aqui é como você vende o conceito de Colognes cítricas como algo prestigioso e luxuoso ao mesmo tempo que tenta-se melhorar a performance e segurar a identidade dos elementos mais voláteis na pele. O sucesso de Neroli Portofino em satisfazer aos seus usuários esses 2 critérios abriu portas para que surgisse uma coleção somente de colônias, das quais Mandarino de Amalfi foi um dos primeiros integrantes.

O segredo de perfumes como Neroli Portofino e Mandarino de Amalfi está em dois pilares: conceito e execução. Assim como Neróli Portofino, Mandarino de Amalfi basicamente te vende uma viagem de férias de luxo: uma experiência efervescente, luminosa e idílica. E isso para ser executado certamente depende de boas extrações de frutas cítricas, o que leva as pessoas a acreditarem que é nesse aspecto que o perfume se destaca e justifica o preço. Eu diria, entretanto, que o diferencial está nas mãos do perfumista, capaz de moldar esse cítricos no ponto certo onde eles soem balanceados e finos.

Mandarino de Amalfi de fato começa com um aroma bem brilhante e efervescente, uma refrescância mais adstringente de limão e que sugere de fundo um leve toque floral branco, algo limpo e bem delicado. A princípio a mandarina não é a estrela da composição mas ela é moldada para que seu aspecto frutado e doce de uva seja equilibrado ao seu lado que remete a tangerina e combinado com um corpo mais floral de laranjeira. De fundo, o perfume cria uma textura amadeirada com toques herbais e um quê de musks adocicados que é usado da maneira clássica dentro de uma cologne, para sustentar a ideia e reter a sensação de frescor e leveza.

Como uma boa viagem de férias, Mandarino de Amalfi é despretensioso e você não precisa pensar muito a respeito dele para entendê-lo, o que certamente ajuda no seu apelo. Ainda que caro, seu aroma é elegante o suficiente para sustentar isso, não pesando demais nas nuances das notas cítricas que poderiam dar um ar mais barato a ele. Não compensar ter a versão menor, pois como uma boa viagem de férias você não pode economizar para aproveitar.


English:

Tom Ford's line of citrus fragrances is proof that in the niche market there is room for everything including citrus, a category that does not have much room for innovation or major improvements. What makes the difference here is how you sell the concept of Citrus Colognes as something prestigious and luxurious while at the same time trying to improve performance and insure the identity of the most volatile elements in the skin. Neroli Portofino's success in satisfying its users with these two criteria opened doors for a collection of Cologne like creations, of which Mandarino of Amalfi was one of the first members.

The secret of perfumes like Neroli Portofino and Mandarino of Amalfi lies on two pillars: concept and execution. Like Neroli Portofino, Mandarino of Amalfi basically sells you a luxury holiday trip: an effervescent, luminous and idyllic experience. And this to work certainly depends on good extractions of citrus fruits, which leads people to believe that it is in that aspect that the perfume stands out and justifies the price. I would say, however, that the differential is in the hands of the perfumer, able to shape this citrus fruit in the right place where they sound balanced and fine.

Amalfi mandarin actually begins with a very bright and effervescent aroma, a more astringent fresh lemon  which suggests in the background a slight white floral touch, something clean and very delicate. At first the mandarin is not the star of the composition but it is shaped so that its fruity and sweet aspect of grape is balanced next to it thatsmells like tangerine and combined with a more floral body of orange blossom. In the background, the perfume creates a woody texture with herbal touches and a touch of sweet musks that is used in the classic way inside a cologne, to sustain the idea and retain the feeling of freshness and lightness.


As a good holiday trip, Mandarin from Amalfi is unpretentious and you do not need to think too much about it to understand it, which certainly helps in its appeal. Although expensive, its scent is elegant enough to sustain this, not too heavy on the nuances of citrus notes that could give it a cheaper air. It is not worth  having the smaller version because as a good vacation you have to be generous to take advantage of it.