3 de fev de 2019

Natura Urbano - Avaliação/Resenha/Review

Com certeza a grande aposta da Natura em 2014 foram as criações Luna e Urbano, que demonstram um distanciamento da assinatura tradicional da Marca e um alinhamento com as tendências de mercado. Eu diria que se Urbano não é ousado em termos de fragrância é um sucesso em design e tem um conteúdo coerente. De certa forma, seu cheiro é abstrato como as imagens que estampam seu frasco e contemporâneo como elas e como o frasco. É um perfume que possui o frescor aquático da década de 90 e dos anos 2000 mas em um outro contexto, o de um aroma amadeirado que horas é transparente e mineral e horas é incensado. É interessante que Urbano seja como uma daquelas construções de vidro onde você vê diferentes coisas dependendo da onde você está - se você é um expectador externo, percebe mais facilmente um aroma herbal e amadeirado queimado, entretanto se você está de dentro, ou seja, se você está usando, esse cheiro não forma a aura que ele projeta de perto e aí você percebe mais as nuances cítricas e aquáticas e o cheiro mais amadeirado mineral (para mim, uma espécie de homenagem da marca a um delicioso perfume descontinuado, Natura Atmos).