28 de mai de 2019

Bvlgari Man in Black - Avaliação/Resenha/Review



Conceito: 3.5 Olfativo: 4 Técnico: 3.5 Apresentação: 4.5
Nota Final: 3.9 Nota Faixa: 3.9
Faixa de Preço: 3 - 300 até 600 reais

Depois que foi comprada pela LVMH em 2011 o segmento de perfumaria da Bvlgari deixou de ser um mero complemento ao negócio principal - as jóias. O Conglomerado de luxo começou a desovar flankers para os perfumes da marca com a velocidade constante e frenética que o resto do mercado tem feito. E uma das linhas que se tornou uma máquina de flankers é a Bvlgari Man.

A versão in Black é talvez um dos flankers mais famosos e bem sucedidos da linha, capaz de gerar até mesmo variações baseadas nele. É um perfume que apesar de não ter nada em comum com 212 Man Vip compartilha em sua essência o mesmo processo de criação: encontrar uma identidade própria a partir de uma ideia que já se provou ser bem rentável. No caso, a ideia desenvolvida é a do oriental especiado do SpiceBomb.

O conceito em si do Bvlgari Man in Black não tem muitas explicações ou um desenvolvimento mais profundo - no máximo sabemos que ele foi feito para ser uma fragrância carismática e sedutora, o que boa parte dos perfumes quer ser nos últimos lançamentos. Sabe-se que há um conceito relacionado ao míto do Deus Vulcano personificado no homem moderno e apesar da marca não se aprofundar nisso o oriental spicy entregue consegue se encaixar nisso.

Diria que a variação oriental spicy feita aqui é como uma versão menos desafiadora e mais polida do Spicebomb. Diminui-se o volume da canela e cravo e é amplificado o aroma de tabaco, coumarina e pimenta, criando uma dinâmica doce, amendoada e meio seca. O Rum dá um toque de bebida à ideia e a base evolui para um amadeirado que remete mais a vetiver do que gaiac em si, com um toque discretamente ambarado à ideia.

A presença da iris e da tuberosa na pirâmide é questionável, já que não se destacam em nenhum momento do que é entregue. Ao tentar agradar um público mais amplo, essa versão Black abre mão de uma performance melhor e entrega algo mediano para um EDP da temática Black. É uma criação que pode ser interessante principalmente se você está começando a conhecer perfumes e que pode agradar um público mais amplo. Se você  se interessa mais profundamente por perfumaria, é dispensável, não há nada que realmente acrescente algo relevante aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com relação a postagem? Escreva aqui
Comments related to the post? Write them here