22 de mai de 2019

Thera Cosméticos Lael - Avaliação/Resenha/Review


Conceito: 3 Olfativo: 4.5 Técnico: 4.5 Apresentação: 4 Nota Final: 4,1 Nota Faixa: 4,1 Faixa de Preço: 1 - Até 150 reais Lael é certamente um perfume com um nome atípico dentro da coleção de contratipos da Thera Cosméticos. É difícil determinar se ele faz referência a um figura bíblica ou se entra dentro da nova etapa que dá nome aos perfumes baseada no significado de palavras de idiomas antigos, já que recentemente foi lançado Amatus, que significa amado em Latim e Lael significa pertencente a Deus em hebraico. Independente desse aspecto mais intrigante esse é certamente um dos lançamentos da marca que causou uma certa polarização entre quem sentiu. O motivo para esse acontecimento é a escolha feita para adaptar o perfume em questão, que é o Dunhill Icon. Para uma boa parte do público um dos momentos que mais define a fidelidade de um perfume é a saída, só que a saída do Dunhill Icon tem um ar floral datado com um bom potencial de rejeição. ALém disso, esse é um perfume que por mais sofisticado que seja possui uma fixação de média para fraca, o que seria um motivo de crítica em um contratipo. Lael acaba fazendo escolhas para melhorar esses aspectos, o que em partes compromete a semelhança, deixando o contratipo no limite de ser um flanker do original. O que se pode dizer, entretanto, que esse risco por mais que gere críticas valeu a pena. O perfume retém a sofisticação e boa parte do charme do original. A saída em vez de ter um aspecto cítrico floral e mais amargo ganha um aroma cítrico limpo e suculento que remete a laranja. Lael acaba ressaltando mais a iris, presente no original mas não em evidência, dando um charme levemente atalcado e bem sofisticado. No corpo do perfume parte do aspecto floral do neroli se mistura ao frescor da lavanda e recria a identidade do tradicional. Quando o perfume chega na base as notas mais amadeiradas ganham maior evidência e fixam o perfume na etapa final sem prejudicar o frescor. A projeção aqui acaba sendo melhorada também e o perfume exala bastante quando a pele se aquece mais. Certamente seu aroma é divino como o nome promete, mas fica a cautela com relação a quem espera uma tradução literal do original.