18 de jun de 2019

In The Box Blew - Avaliação/Resenha/Review


Conceito: 4.5 Olfativo 4.5 Técnico: 3 Apresentação: 2
Nota Final: 3.9 Nota Faixa: 3.9
Faixa preço: 1 - Até 150 reais

1-Ruim 2-Regular 3-Bom 4-Ótimo 5-Excelente

Observação: avaliação feita com versão da fragrância anterior a recente melhoria feita pela marca, que fez com que o contratipo ganhasse novo nome, The Bleu.

Uma coisa curiosa que os contratipos revelam é que alguns perfumes comerciais de fácil aceitação são dificeis de serem reproduzidos a um orçamento mais em conta, mesmo nos casos das empresas de contratipos que investem no preço das fórmulas. É como se os originais por mais simples que pareçam na pele e por mais comum que soem em sua elegância olfativa escondem uma complexidade que tem um preço.

Bleu de Chanel é um desses perfumes que é fácil de usar e difícil de reproduzir e o mais perto que já senti de seu aroma em um contratipo de qualidade é a versão oferecida pela In The Box, o Blew. Em geral há dois caminhos comuns para a contratipação, caprichar na primeira impressão e na performance ou tentar acertar de maneira geral na evolução olfativa e a marca acertadamente escolhe o segundo caminho, o que faz que no correr do dia o perfume se torne muito próximo do original.

Isso porém tem um preço em dois aspectos bem específicos. Blew não consegue reproduzir 100% da suavidade cítrica e fresca do original, mas chega razoavelmente próximo. Isso faz com que um aspecto mais fougere de barbearia fique evidente a princípio, mas é algo que suaviza conforme o perfume avança na pele. A base chega bem próximo ao aroma do original, que fica entre musks macios e sofisticados, madeiras secas e um leve aspecto oriental incensado. Esse segundo momento é que cobra o segundo preço, trazendo uma performance mais intimista em comparação com outras criações da marca. Nada que não possa ser resolvido, porém, com o excelente creme corporal de rápida absorção e de mesma fragrância.