4 de out de 2019

Natura Ekos Flores Flutuantes - Avaliação/Resenha/Review


Conceito: 10
Olfativo: 8
Performance: 9
Nota Final: 8,8

Composição Nota:
25% Conceito, 50% Olfativo, 25% Técnico
Preço Oficial: 89,90 reais 100ml
Categoria: Nacional

Enquanto para outras empresas do setor de cosméticos a crise econômica teve um efeito paralisador a Natura parece que ressurgiu como uma fênix do ponto de vista criativa. Não apenas a marca te desafia com um ritmo alucinante de criações e ótimas promoções, ela tem puxado os limites criativos da perfumaria comercial e desafiado noções do que pode ser feito no mercado de massa. Um bom exemplo disso é o que a marca tem feito hoje na linha Ekos no seu segmento de perfumaria.

Pegue o perfume em si e o conceito de Flores Flutuantes e tire do contexto que marca te oferta e você não tem algo muito distante conceitualmente de um perfume exclusivo. Mesmo do ponto de vista do aroma, Flores Flutuantes desafia noções do que é perfumaria comercial e feminina no Brasil. Agora coloque isso dentro da faixa de preço dos 90 reais que a marca cobra e eu fico surpreso que algo assim seja entregue. Ninguém mais tem feito isso.

Ekos Flores Flutuantes continua o caminho bem sucedido de explorar a Amazônia em seu ambiente como um todo, fugindo da ideia já exausta de colocar em evidência o exotismo de determinados ingredientes. A Natura aqui te vende conceitualmente uma experiência muito redonda e transmitida ao consumidor com uma clareza que é rara até na perfumaria de nicho: aqui temos um perfume que captura a beleza olfativa de um tapete de flores que flutuam nas águas no período de cheias da Amazônia. A marca utiliza seus ativos especiais, como o da flor de pataqueira, para contar uma história maior e mais bonita do que expor materiais meramente por expor.

O Perfume em si não é perfeito em sua entrega, mas é muito bom considerando a faixa de preço cobrada. Tem-se a impressão de que há limites na construção floral desse tapete de flores, que é complexo, brilhante e alegre mas parece um pouquinho rústico. Ainda sim, o perfume entrega algo bem complexo e distinto: uma saída verde e úmida com algo que remete distantemente a figo se mistura a um aroma floral branco exótico, complexo e sensual como se esperaria.

Desafiando a finalização de algo mais feminino o perfume termina numa base mais amadeirada e seca que de fato transmite o musgo e as madeiras desse ecossistema. A Performance dessa criação é muito boa também e o resultado foge e muito do óbvio esperado. Talvez o mercado nacional não esteja maduro o suficiente, mas essa é uma criação que poderia ser tranquilamente posicionada como unissex. Não é perfeita mas é surpreendentemente muito boa.