4 de nov. de 2019

In The Box Fusion Enigmatique - Avaliação/Resenha/Review


Conceito: 9
Olfativo: 9
Técnico: 9
Nota Final: 9

Composição Nota:

25% Conceito, 50% Olfativo, 25% Técnico
Preço Oficial: 134,90 reais 50ml
Categoria: Comercial

Uma das coisas mais interessantes de se testar os perfumes cuidadosamente é perceber que nem sempre o que nos impacta de maneira mais imediata é de fato o melhor quando se analisa sob diferentes perspectivas. Fusion Enigmatique foi uma das criações da coleção Match of The Senses que a princípio me surpreendeu olfativamente com um perfil aromático mais ousado. Mas observando de uma maneira mais profunda sua dinâmica e mensagem a ousadia inicial fica devendo um pouco de polimento em suas arestas para se tornar perfeito.

Ainda que em termos de nome o perfume ainda tenha algo mais palpável do que os nomes dos masculinos, que me parecem mais abstratos e indecifráveis, Fusion Enigmatique me parece difícil de encaixar 100% no aroma. Sinestesicamente é também o que mais me desafia, com a cor escolhida não me transmitindo a mesma sensação que o aroma, que me parece ir mais numa direção laranja do que salmão de fato.

Dos 4 integrantes da coleção certamente é o mais desafiador/ousado, mas não fica claro para mim qual é a fusão proposta: é a de perfumaria masculina, diferentes flores, estilo moderno e clássico de chypre? É certo que o objetivo é ser enigmático, mas parte desse enigma acaba comprometendo a interpretação do perfume. Uma coisa é certa, seu aroma é marcante, propondo um floral diferenciado, complexo e com um aroma de mel que só se revela na pele.

Fusion Enigmatique parece oscilar entre um aroma mais floral e até mesmo amargo de mel e uma doçura envolta em nuances cítricas, como se fosse um mel com laranja. Há um mix de um aroma de pólen e flores amarelas, um cheiro mais verde de rosas e até mesmo um floral branco carnal, como se o perfume oscilasse entre essas diferentes nuances florais e entre um estilo mais moderno e retrô de aroma de flores. A base porém contextualiza o perfume em algo mais moderno, com um patchouli mais luminoso do que terroso e bastante musk com um aspecto amadeirado bem sutil. No momento da base as vezes a combinação das flores brancas e um toque de cashmeran e ambar faz com que Fusion Enigmatique remeta em seus momentos finais ao clássico do Thierry Mugler, o perfume Alien.

Em termos de performance talvez é um dos que me surpreendeu pois esperava um perfume marcante do começo ao fim, entretanto há algo meio ambíguo em sua evolução conforme o tempo passa. A fixação continua sendo excelente, porém diferente dos outros 3 a intensidade de Fusion Enigmatique não é constante na pele, as vezes parecendo desaparecer na base e em outras vezes tornando-se bem nítido e razoavelmente intenso. É sem dúvida ainda um projeto muito bom, fortíssimo para o que é entregue na faixa de preço proposto. Pessoalmente sinto que fica devendo um pouco em integrar os diferentes elementos para criar a sinestesia desejada mas é algo que não irá atrapalhar o consumidor na apreciação da boa fragrância que é entregue.