16 de nov. de 2019

Xerjoff Cruz Del Sur I - Avaliação/Resenha/Review


Uma coisa que não dá para afirmar da Xerjoff é que ela é sempre previsível, guardando espaço para boas surpresas e para perfumes mais arriscados de tempos em tempos. Cruz Del Sur I evidencia bem isso e eu ficaria surpreso se essa fosse uma criação que vendesse muito bem, dado o caráter desafiador de seu cheiro. Você olha a inspiração (viagens pela Amazonia), a descrição e espera um perfume guiado por aromas frutados suculentos, especiarias, rum e cheiros cítricos. Na prática, porém, Cruz Del Sur I é um exótico couro defumado, seco e com algo que me remete de alguma maneira a carvão. As especiarias, rum e frutas vestem esse exótico e quente couro e não é tão fácil distingui-las, quase como um equivalente de entrar numa floresta bem densa e captar um aroma exótico e uma cornucópia de nuances de outros aromas ao redor dele. É um contraste curioso com o suculento e mais fácil de agradar Cruz Del Sur II