31 de dez. de 2019

Louis Vouitton Nouveau Monde - Avaliação/Resenha/Review


O Conglomerado de luxo LVMH parece ter percebido que mesmo com a tendência de abolir o gênero na perfumaria exclusiva e de nicho homens e mulheres ainda sim tendem a consumir diferentes estilos de fragrâncias e até mesmo prefir diferentes apresentações. Por isso algumas das marcas do grupo (Guerlain e Bvlgari) tem adotado a estratégia de oferecer coleções com fragrâncias voltadas para um público ou outro. Isso foi feito recentemente com a marca de artigos de couro Louis Vuitton ao criar em 2018 uma coleção de fragrâncias voltadas ao público masculino após criar em 2016 uma coleção voltada ao público feminino.

Nouveau Monde faz parte dessa leva de 2018 de criações voltadas aos homens e algo interessante que a marca fez com o conjunto de criações voltadas a esse público é que uma espécie de assinatura olfativa de couro foi trabalhada em todos eles em maior ou menor grau. Noveau Monde apesar de não listar isso possui claramente um aroma de couro que se mistura a sua temática olfativa principal, que é o encontro inusitado do Oud (a variedade proveniente de Asssam) com o Cacau para homenagear as explorações de um de seus clientes, Pierre Savorgnan de Brazza, pelo continente africano. A marca ainda lista a utilização do açafrão para conciliar o que ela chama de luz e sombras e criar uma harmonia especiada na pele.

Como vários perfumes da coleção da Louis Vuitton Nouveau Monde soa familiar, mas é um familiar chique muito bem executado e calibrado. Nouveau Monde remete a outra criação do mesmo perfumista do conglomerado da LVMH, François Demarchy, trabalhando um couro-agarwood similar ao encontrado no perfume Santal Noir da Christian Dior. Entretanto Demarchy parece um pouco mais ousado aqui, criando uma composição cheia de pequenas nuances que surpreendem ao olfato.

Nouveau Monde rapidamente mostra seu tema principal, o aroma de agarwood e couro que mostra um couro oleoso e um agarwood animálico bem equilibrado, nada exagerado em nenhuma das nuances. O tipo de couro trabalhado aqui é similar ao de perfumes como Cuir d'Ange ou Cuir Cannage, entretanto apoiado em um agarwood um pouco animálico e tornado mais comercial pela inclusão de um acorde cítrico e fresco que fica de fundo. É quase como se tivesse uma nuance aquática e que remetesse a ambergris no perfume e surpreendentemente funciona muito bem. A forma como o açafrão e a rosa são trabalhados no perfume de fato trazem luminosidade, entretanto uma que parece ir mais na direção de um delicado mel do que especiarias de fato. Talvez um erro conceitual de Noveau Monde seja o destaque no cacau, visto que ele não é um protagonista facilmente identificável no perfume, parecendo entrar junto com um toque de baunilha e caramelo numa nuance gourmand que completa o perfume em sua fase final.

Assim como alguns dos perfumes da linha feminina (como Turbulences e Dans La Peau), apesar de Noveau Monde ser direcionado ao público masculino é perfeitamente compartilhável pela forma como mesmo as aspectos mais agressivos da ideia são harmonizados e suavizados. Esse não é um perfume conceitual ou chocante, mas ao trabalhar cuidadosamente nos detalhes olfativos a marca oferece algo que soa sofisticado como a faixa de preço cobrada sugere.