30 de jan. de 2020

Roja Dove Fetish Pour Homme Parfum - Avaliação/Resenha/Review

Um dos perfumes veteranos do catálogo da marca, Fetish Pour Homme foi lançado em 2012 e certamente é uma das jóias retrô da luxuosa marca Roja Dove. A construção conceitual do perfume é um exemplo de como explorar a ideia da perfumaria de luxo como Fetiche bem como a própria ideia do aroma como algo poderoso e viciante, capaz de dominar seus sentidos e te fazer render ao cheiro. O que o perfume entrega em termos de cheiro é justamente o que a descrição promete: algo primal, relacionado aos instintos, animálico em sua essência e ainda sim sofisticado. Algo sem medo de ser hardcore e ir direto aos desejos mais obscuros do consumidor moderno.

Fetish exibe mais uma vez as habilidades de Roja Dove como curador dos clássicos da perfumaria e de certa forma ele é uma evolução de um perfume que o diretor criativo/perfumista ofereceu em 2010 à marca Puredistance. Fetish Pour Homme parte da mesma idéia do couro clássico do Puredistance M e muda as ênfases para que ele se torna mais animálico, bruto, e carnal, adequado ao nome dado à fragrância.

Tanto Puredistance M como Fetish Pour Homme emulam a dinâmica presente no perfume Bel Ami da marca Hermès, lançado em 1986 e um ode ao aroma do couro. Em Fetish a ideia do couro ganha seu aspecto mais erótico e restaura o lado clássico do aroma. Isso faz com que as notas de base do perfume aparecem quase que de maneira imediata, trazendo um couro esfumaçado, com nuances ambaradas e adornado por aspectos animálicos sujos.

Ao redor disso é construído uma sinfonia de nuances cítricas clássicas e um lado chypre evidente. As flores, especiarias e o figo servem mais como elementos de complexidade e harmonia da ideia mais agressiva e bruta, mas o bruto nunca sai de foto. A performance é muito boa e a projeção também, mas como o nome sugere, esse é um perfume hardcore, não é para iniciantes. Mas em termos de fragrância e narrativa Fetish entrega uma sensualidade crua como poucos perfumes atuais ousam entregar.