17 de fev. de 2020

By Kilian Black Phantom - Avaliação/Resenha/Review


A primeira coisa que você imagina quando começa a ler a lista de notas e a descrição de Black Phantom é certamente um perfume exagerado. Ele foi feito para ser assim, inspirando-se no universo dos piratas, suas cruzadas pelo mar, seus drinks com café rum caribenho que esconde uma ameaça mortal, o aroma de amêndoas que esconde o veneno de cianeto. É um perfume que parece mesclar o exagero beirando o suicido só pelo prazer da aventura.

E considerando um cenário desses Black Phantom certamente entrega algo exagerado, porém não fatal. Não estamos diante de uma morte por excesso de açúcar em um aroma gourmand e sim em um exercício de intensidade e contraste de aromas gourmands. Black Phantom explora uma tendência que vem aparecendo nos últimos perfumes gourmands recentemente, onde o aroma mais açúcarado e adocicado é contrastado com notas torradas e de caráter mais dark.

O aroma do café é o que abre a composição e é necessário prestar atenção pois seu aspecto torrado pode se perder pois vem acompanhado do aroma doce e alcóolico do rum e do cheiro gourmand meio amargo do chocolate. Logo se junta a ele o aroma mais adocicado da cana de açúcar e o aroma amendoado e meio amargo das amêndoas e heliotropo, que fazem o papel do veneno disfarçado em meio aos aromas gourmands.

De fundo surge uma base que envolve o cheiro amadeirado de sândalo e vetiver em uma textura gourmand torrada de castanha. O perfume é bem intenso, rápido em suas nuances, talvez até mesmo um pouco caótico na forma como passa com elas. Mas não é uma fragrância tola ou que desperdiça seu tema, mostrando-se assim uma boa criação da By Kilian que vale a pena ser conhecida.