17 de fev. de 2020

By Kilian Forbidden Games - Avaliação/Resenha/Review



Alguns perfumes são praticamente como esses anúncios de jogos no Facebook: as notas e a descrição funcionam como uma isca sedutora e interessante para que você baixe e compre o produto. Aí quando você faz isso percebe que foi enganado com uma propaganda elaborada de um produto decepcionante.

É o que acontece em Forbidden Games, que faz parte da coleção The Garden of Good and Evil. Creio que nesse caso esse perfume represente o mal, mas não da forma sensual que eles desejavam.

O tema de Forbidden Games é personificar o espírito da tentação que leva ao total abandono. A composição, teoricamente, é feita de frutas, especiarias, flores e ambar, um néctar de frutas proibido para mortais.

Na prática, o único abandono que temos aqui é o do bom senso e se esse néctar de frutas é proibidos para mortais é por que ninguém em seu juízo tentará beber um shampoo. Não é que Forbidden Games seja ruim, ele é péssimo, talvez o Kilian mais sem vergonha que eu já senti na minha vida.

A perfumista Calice Becker, tão renomada, deveria ter vergonha de por seu nome em um perfume tão medíocre. Forbidden Games é basicamente seu aroma frutado e floral de um perfume da boticário com fixação decente e custando 10x mais. Se você gosta de cheiro de shampoo frutado e tem dinheiro sobrando para jogar mais de 1000 reais fora essa é uma excelente opção.