27 de mar. de 2020

In The Box Le Essence Man - Avaliação Perfume Contratipo (Gaultier Le Male Essence)


Atenta ao que tem sido lançado e feito sucesso a In The Box lançou uma versão similar do excelente Le Male Essence de Parfum, variação de 2016 do clássico Le Male que foi capaz de trazer o fougere oriental para a presente década sem perder a essência da versão original da década de 90. A versão feita pela In The Box me parece favorecer mais a versão da década de 90 do que o flanker atual em si, o que para mim é o principal problema aqui.

De certa forma os elementos que faltam em Le Essence Man acabam impedido o perfume de ser excelente nos 3 quesitos porém o trabalho que é feito entrega um bom perfume mesmo assim. A variação que é proposta pela In The Box oferece o aroma de couro do perfume no qual se inspira, porém o faz tornando o couro mais macio ao não incluir a nuance ambarada seca. O couro parece ir mais rapidamente para o segundo plano, abrindo espaço para o centro da identidade do Le Male: a Lavanda.

Nesse ponto eu sinto que Le Essence Man peca pois não dá ênfase o suficiente nas especiarias do Le Male Essence, o que torna o contratipo mais próximo do Le Male tradicional clássico. Fica faltando a canela e o cardamomo, com a lavanda+coumarina+musks reproduzindo os principais aspectos do Le Male tradicional. Um diferencial é que o couro acaba permanecendo de fundo mesmo que suave sendo que no original ele some depois da saída.

Le Essence Man é um perfume que tende de maneira geral ao moderado: dura na pele e projeta, porém nada muito intenso em nenhum dos dois quesitos. Como um todo o projeto produz um perfume bem harmônico e versátil porém quem espera performance e maior grau de semelhança pode se desapontar um pouco.