20 de mar. de 2020

Mugler Amen Ultrazest - Avaliação Perfume


A utilização de notas cítricas dentro de um perfume raramente foge do caminho onde se busca tais notas para trazer um toque exótico à composição. Ou os cítricos são a estrela para prover frescor a uma estrutura cologne, summer ou floral cítrica ou eles são acessórios que harmonizam o que está se criando, provendo um início agradável ou "arredondando" arestas mais agressivas.

É justamente por isso que é muito interessante o flanker Ultra Zest da já consagrada série de modificações do Amen, visto que a fragrância simplesmente não segue nenhum dos dois caminhos.Em Ultra Zest a marca e o perfumista capturam justamente o aspecto exótico e pungente das notas cítricas, em especial da laranja sanguínea, criando uma impressão vívida e ultrarealista nos primeiros minutos da composição.

O perfume dá um jeito de acomodar essas sensações sem perder de foco boa parte da dinâmica do Amen, o que torna tudo mais interessante. Assim, você tem um momento que é praticamente uma explosão de um aroma cítrico brilhante e amargo que na fita dura bastante tempo e na pele rapidamente acomoda o aroma de café do Amen.

A dupla café e laranja forma um combo interessante, pois o lado mais adstringente, brilhante e amargo da laranja faz um contraste ao aroma mais torrado e quase gourmand do café. Passando essa sensação, o perfume se mantém na dinâmica de contraste, balanceando especiarias frias e quentes para prover ao mesmo tempo um frescor especiado e um lado mais quente e sensual. A base já é o tradicional patchouli com aspectos gourmands do perfume que deu origem a todos os outros.

Em termos de dinâmica, Ultra Zest é intrigante pois ao mesmo tempo que parece funcionar como uma versão mais "leve" do tradicional, como uma espécie de flanker de verão, ele é bem pungente também. Inclusive a dinâmica de especiarias e patchouli que vem depois do exotismo cítrico não é constante, parece oscilar em intensidade e projeção ao redor de quem o usa.

Talvez por ser feito para ser uma versão mais usável do tradicional Ultra Zest também tem a mesma caraterística do Pure Shot, de ser mais discreto, entretanto dos flankers mais frescos do Amen está entre os mais potentes e de maior personaldiade. É certamente um perfume bem interessante por sair da zona de conforto na sua utilização de notas cítricas.