30 de mar. de 2020

Thera Cosméticos Dakar - Avaliação Perfume Contratipo (Tom Ford Tobacco Vanille)

Independente do quais são as inspirações relacionadas a cada perfume os produtos da Thera Cosméticos já proporcionam uma experiência enriquecedora ao se procurar o significado atrelado a cada um bem como fazer um exercício de suposição da relação que o Mário fez entre a criação original e o novo nome. No caso de Dakar estamos falando de uma das principais colônias francesas no Senegal e eu a possível associação que eu vejo aqui entre o nome e o Tobacco Vanille é o como a combinação de tabaco, mel, baunilha e especiarias pode evocar um estilo de vida do mundo antigo no qual Dakar foi criado.

Poesias a parte, essa é uma das criações da Thera que chega praticamente a fazer sentido como um perfume próprio, mais uma inspiração do que um contratipo de fato. É inegável que Dakar remeta de fato a estrutura olfativa de tabaco, mel e especiarias do Tobacco Vanille, porém sua reprodução fica no bom apenas e o perfume não serve de fato como um substituto.

Na pele, o aroma funciona como uma espécie de versão mais masculina da ideia, pondo mais ênfase no aroma do tabaco e especiarias e reduzindo a influência do mel e a da baunilha. O perfume abre com predominância do cravo e um pouco de canela e um leve toque cítrico. O aroma de tabaco aqui é mais seco e o mel acaba fazendo um papel secundário. A baunilha é reduzida consideravalmente e no lugar dela o perfume leva a ideia numa direção mais amadeirada, utilizando um pouco de ambroxan para trazer um aspecto que as pessoas certamente associam com algo sexy.

Mesmo que Dakar não sirva como um substituto literal ao Tobacco Vanille as substituições que são feitas mantém a coerência olfativa do aroma e ajudam a manter uma boa performance e projeção da ideia. Dakar acaba sendo de certa forma mais versátil que seu concorrente da In The Box, e ambos parecem atender a propósitos distintos de seu público - um para quem deseja uma experiência menos spicy e mais adocicada e outro para quem gosta da saída especiada mas deseja uma evolução mais versátil. Os dois juntos acabam sendo complementares e chegando bem mais próximo da ideia original presente no Tobacco Vanille e fazer uma mixtura de proporções de ambos deve produzir resultados bem interessantes.