30 de mar. de 2020

Thera Cosméticos Kiève - Avaliação Perfume Contratipo (Prada Luna Rossa Extreme)


Kiéve faz parte da temática de nomeação da Thera cosméticos que busca homenagear importantes cidades históricas. O perfume faz referência à capital da Ucrânia que é uma das maiores e mais antigas cidades da Europa. Assim como outros perfumes da marca, dá para especular uma possível relação com o perfume que serve de referência olfativa, nesse caso o Luna Rossa Extreme, que é a de ligar um oriental moderno de estrutura clássica a uma cidade oriental importante na atualidade e que existe desde os tempos antigos.

O perfume serve para mim como um dos melhores propósitos da existência de um contratipo, que é o de manter vivo uma fragrância assim que uma marca decide descontinuá-la. Ocorreu-me entretanto que ao mesmo tempo que há a parte positiva de oferecer uma alternativa a uma fragrância amada há sempre um risco de decepcionar aqueles que amam o perfume que saiu de linha e procuram uma reprodução literal dele. A esses, recomendo cautela nas expectativas antes de testar Kiéve.

Pelo que me lembro olfativamente do Luna Rossa Extreme Kieve fica entre o bom e o ótimo em sua reprodução da fragrância original. O aroma captura a ideia central, que é a criação de uma versão mais oriental da lavanda do Luna Rossa tradicional. As mudanças parecem afetar tanto a saída como a base, porém o Mario sempre tem bom senso em suas escolhas e se isso muda detalhes do cheiro não distorce a ideia do perfume.

A abertura parece ressaltar o aroma central da lavanda em vez de criar uma algo mais apimentado como no original. Temos o aspecto cítrico e herbal mais acentuado e um leve aspecto amendoado e de grama fresca que parece sugerir a utilização de fava-tonka ou coumarina. A lavanda é a peça central, tratada de uma maneira oriental e adocicada, ressaltando suas nuances de baunilha. Enquanto o perfume original parecia ir em direção a uma base com mais ambar Kiev abre caminho para que ambroxan e musks modifiquem a doçura da baunilha e tragam uma aura mais usável e menos pesada ao perfume. Nesse sentido eu diria que ele está relacionado indiretamente com Dakar, visto que ambos possuem uma mudança efetuada justamente nessa maneira.

Como outros perfumes da casa, a performance é excelente para um produto de 100 reais e Kiéve não decepciona tentando conquistar o consumidor na saída sem entregar uma evolução de qualidade. Certamente serve para matar a saudades do Luna Rossa Extreme com uma fidelidade que apesar de não ser excelente é bem satisfatória.