30 de mar. de 2020

Thera Cosméticos Lótus - Avaliação Perfume Contratipo (Creed Aventus 2018)


Pensando hoje no trabalho que empresas como Nuancie, Thera Cosméticos e In The Box tem feito eu diria que é possível dizer que dá para classificar hoje o mercado de similares em 3 grupos. Apesar dessas empresas colocarem seus produtos como similares, eu diria que nesse sentido vão algumas das Criações da Mahogany, que não tem a preocupação de ser igual ao original mas que alguns produtos de fato se assemelham a criações famosas do mercado. Empresas como Fator 5, Hinode, Contem 1g por sua vez entram na definição mais clássica de um contratipo, uma palavra apropriada do mundo da fotografia que tem o objetivo de indicar a intenção de produzir a partir de um molde/chapa uma cópia fidedigna, mas que nesse processo infelizmente tem alguma perda de qualidade.

Já essa nova geração de empresas trabalham com a ideia de similares como adaptações, onde conhecendo-se os desejos do público e as limitações de acesso a determinados materiais busca-se obter a melhor versão possível da fragrância que se almeja. Abre-se mão talvez de detalhes que poderiam tornar a cópia mais fidedigna em busca de um produto que como um todo seja melhor.

Se há um perfume onde isso é claramente possível de se ver hoje no mercado é o Creed Aventus, que eu arriscaria dizer que é o Chanel No 5 masculino hoje pelo número de inspirações diretas e indiretas que tal fragrância possui. A ideia do Aventus é intrigante em si pois ao mesmo tempo que se tornou facilmente reconhecível é difícil de se chegar a uma reprodução perfeita dele e a grande sacada de marketing da Creed nesse sentido é convencer seu consumidor de que o maior diferencial do Aventus são seus cítricos de qualidade (que qualquer um na indústria pode ter acesso se quiser) quando boa parte de sua identidade depende de materiais sintéticos caros, em especial musks de maior qualidade/refinamento (que não é qualquer um na indústria que terá acesso).

Basicamente é fácil emular o acorde básico do Aventus, mas não é fácil preencher os detalhes de sua leve fragrância e para dificultar nesse processo a Creed ao longo dos anos mexeu na fórmula, de tal maneira que não há apenas 1 referência do Aventus original para se basear. Por isso, hoje o Aventus possui similares, contratipos, adaptações e perfumes que tentam se passar como originais quando em seu acorde básico querem é mesmo faturar com o lucrativo mercado que esse perfume gerou.

Lótus é a segunda adaptação que a Thera Cosméticos faz do famoso perfume, dessa vez buscando referências mais recentes para criar algo que se assemelha com o que os consumidores conhecem do Aventus de hoje. É importante mencionar antes de tudo que Lótus não é o Aventus, até porque a experiência de um perfume em si envolve todo o universo dele, da fragrância em si ao frasco. Entretanto, a Thera cosméticos faz um excelente trabalho aqui em adaptar a ideia para os materiais e o custo da fórmula, produzindo uma fragrância que remete ao Aventus tanto em sua estrutura básica como nos detalhes.

A escolha do nome Lótus é interessante pois o que o perfume tenta capturar com o máximo de precisão é justamente o aspecto cítrico e limpo/puro da composição, remetendo bastante a leveza da bergamota e ao frescor de limão siciliano do tradicional. Sinto que há talvez uma toranja de fundo dando um aspecto extra cítrico, o que acaba sendo uma diferença pequena. O perfume opta por deixar as notas frutadas de maçã e abacaxi como secundárias e faz um esforço extra em acertar na base do perfume, que nas versões mais recentes utiliza o couro de uma forma mais sutil e põe em mais evidência as madeiras minerais da composição.

Lótus acaba também deixando para o segundo plano o aroma de ambergris e o toque de patchouli mas ainda sim os coloca, de forma que olhando o conjunto da obra o perfume remete bastante ao Aventus atual ao mesmo tempo que faz sentido por si só. Diria que as maiores diferenças parecem estar na fase intermediária da composição mas é necessário prestar muita atenção para perceber isso. É um trabalho muito bem feito que pode satisfazer a quem busca uma adaptação do Aventus que cabe no bolso e que satisfaz pelo aroma em si.