30 de mar. de 2020

Thera Cosméticos Mitre - Avaliação Perfume Contratipo (YSL M7)


Com Mitre é difícil saber exatamente qual é a referência cultural que o nome possui, entretanto uma coisa é clara: essa é a tentativa da Thera cosméticos de trazer uma inspiração de um perfume descontinuado e que foi um dos precursores na perfumaria comercial dos perfumes de oud: M7 YSL.

Mirando a versão original da formulação, Mitre faz um bom trabalho em resgatar a aura exótica, doce e até mesmo medicinal do M7, um perfume que carrega em si a ideia de perfume de nicho, visto que não foi feito para agradar as massas. Nesse sentido a Thera teria que mexer de alguma forma na composição para que pudesse agradar seu público mais amplo de consumidores. Há de se considerar também que nessa altura da descontinuação a não ser que você tenha acesso à formula original análises técnicas não darão um resultado 100% preciso (pois o líquido já envelheceu e mudou), exigindo assim uma certa dose de ajuste no resultado final.

Tendo em consideração isso, Mitre não é um substituto idêntico ou 100% similar mas é um que fica dentro de um grau aceitável de semelhança, entregando um perfume harmônico e com uma performance tão boa quanto a do original. O aroma doce, medicinal, amadeirado e ambarado do M7 é recriado em Mitre de maneira bem similar, mas por cima disso há um aroma aromático meio seco e amargo e algo que parece sugerir distantemente uma nuance de couro. Isso modifica um momento importante de reconhecimento da semelhança, que é na saída, mas tendo paciência de esperar o perfume evolui para um aroma bem similar à sua inspiração, durante muito tempo na pele.

Considerando que a essa altura o original é item de colecionador e custa bastante, Mitre no preço ofertado é uma opção bem razoável para quem deseja algo parecido e aceita que não seja 100% igual. Também vale a pena para quem nunca conheceu a fragrância e procura um perfume marcante e ousado diferente da maioria dos perfumes atuais.