14 de abr. de 2020

L'Envie #003 San Junipero - Avaliação Perfume



San Junipero é um exemplo de como as vezes muita experiência na indústria da perfumaria mais atrapalha do que ajuda quando se deseja lançar um negócio criativo. Esse é o tipo de projeto que é mais comum de aparecer na perfumaria comercial e que na melhor das hipóteses tem boas intenções e é desconexo e na pior das intenções é cínico e se aproveita do acesso limitado do consumidor ao conhecimento da perfumaria.

Eu vejo a criação como um todo como fraca, com nada realmente se conectando e com um motivo pobre e forçado na escolha do nome. A empresa além de erra o nome científico da madeira no site e dá o nome a composição apenas pelo nome botânico do cedro-vermelho e do zimbro. Só que constrói um perfume que não tem protagonismo de nenhum deles, como se o nome tivesse sido escolhido só para ser descolado e diferente.

San Junipero estranha também pois a escolha da cor do frasco simboliza um perfume que terá uma conotação mais herbal/aromática, algo que também não se concretiza. O que o perfume de fato entrega é um floral feminino delicado que equilibra flores amarelas, flores aquosas, flores tropicais e toques levemente frutados e doces em meio a uma base amadeirada suave. Mas nada muito evidente no aroma especiado, herbal e seco do zimbro ou no amadeirado do cedro.

San Junípero não é um perfume muito criativo também, ainda que seja um perfume bom. É como se alguém tivesse dado orçamento para recriar um perfume da Boticário com mais dinheiro para a fórmula. O aroma floral me faz pensar em algo entre o Accordes e o perfume descontinuado Tarsila - um aroma floral chique, com um aspecto controlado de mimosa, toques frutados e florais aquosos, um toque floral amendoado, um floral branco delicado e um discreto aspecto atalcado que conduz para uma base de musk com um quê exótico discreto de madeira e patchouli.

Ainda que fixe bem, não é um perfume com tanta projeção ou difusão passado a abertura e é uma criação que de maneira geral parece ter um apelo mais feminino do que masculino, o que será difícil para as mulheres descobrirem dado a apresentação como um todo. É um perfume equilibrado em um projeto fraco de conceito e pobre de novidade em termos de identidade olfativa. Basicamente, um perfume comercial travestido de exclusivo e conceitual.