8 de abr. de 2020

Maracujá Brasil Groselha Negra & Pera - Avaliação Perfume


A Maracujá Brasil é um bom exemplo de que as aparências enganam e que não se pode julgar o livro pela capa. A linha principal da marca tinha tudo para ser uma experiência mais artística ou especial, algo que poderia ser enquadrado como nicho mas com um preço que o brasileiro pode pagar. E numa primeira impressão rápida isso até parece se confirmar.

Ao usar os perfumes, porém, fica evidente que a marca está muito mais para contratipos e inspirações do que perfumaria exclusiva ou artística. É como se alguém tivesse pego "criações" a partir de referências em sucesso de vendas na perfumaria e dado uma roupagem exclusiva. Mas o fato é que nomes e conceitos de marketing são incapazes de esconder a verdade que o cheiro conta. Isso, é claro, se você estiver preparado e não se deixar ser influenciado.

Se Fava Tonka & Chocolate parecia ser um dos mais explícitos em sua inspiração olfativa Groselha Negra & Pera ganha dele pois nem sequer se dá ao trabalho de esconder sua inspiração na pirâmide que é divulgada. Entre no site da maracujá brasil e depois entre no site do fragrantica e procure pelo perfume La Vie Est Belle. Compare as duas pirâmides e ficará bem claro qual é a inspiração.

Groselha Negra & Pera é como muitos dos clones La Vie Est Belle por aí: tenta mas não chega perto. Na dificuldade de se chegar próximo ao aroma gourmand de iris do La Vie o perfume opta por dar mais ênfase aos elementos frutais da saída, o que a princípio até engana e parece entregar um perfume frutal suculento de groselha & Pera e que poderia ser algo diferente.Passado a saída, porém, temos algo próximo ao La Vie Est Belle: o aspecto gourmand começa a surgir, os florais açúcarados aparecem e a base oriental gourmand começa a se destacar, menos doce talvez que outras inspirações, o que faz com que um patchouli com ares de chypre moderno se destaque.

A performance como de outros perfumes da marca é razoável e a impressão geral é de que a fórmula do perfume não é barata. Só não há clareza no que realmente está sendo vendido aqui e muito menos coesão na composição da linha como um todo. É no fim das contas um desperdício de boas intenções e bons materiais. A gente realmente precisa de mais uma marca vendendo Sauvage, Amen e La Vie Est Belle com outros nomes? Acho que não.