15 de mai. de 2020

Caron Tabac Blond Parfum - 2a avaliação Perfume



Há uma história interessante relativa ao Tabac Blond que só vim a conhecer recentemente.Na época da primeira guerra ele foi concebido pelo perfumista da Caron para ser um perfume masculino, uma novidade para a marca, focada até então em perfumes femininos. Entretanto, a direção da marca achou que seria um movimento arriscado demais e o lançou como feminino.

Sua aura fez sucesso com o público da época, a mulher que passou a ter um papel mais forte e marcante na família e na sociedade e que passou a se apoderar de símbolos do universo masculino. O que pode ser dito hoje é que como um bom perfume Tabac Blond resistiu até os tempos modernos e continua unico, mesmo após as reformulações, um perfume que pode ser apreciado tanto por homens como por mulheres.

Sua aura é simples e complexa ao mesmo tempo, uma mistura de elementos picantes, nuances de tabaco e de couro. Há um certo tom dourado, seco e sério em seu cheiro, um aroma sóbrio e charmoso difícil de ser encontrado. Rente a pele sente-se o couro, levemente atalcado e oriental com uma discreta cremosidade em seu aroma. A distância, porém, o que se percebe é uma aura especiada quente e seca, com um certo tom de cravo, com o aroma esfumaçado do tabaco misturado a terrosidade da raiz de iris. Ame ou odeie Tabac Blond é ousado, durão, um pouco rude até, porém sofisticado e charmoso, com nenhum outro perfume próximo a ele. De fato, um dos grandes da história da perfumaria.