8 de mai. de 2020

Lalique Ombre Noire - Avaliação Perfume



Alguns perfumes simplesmente despertam reflexões quando você tem a tarefa de entendê-lo e escrever algo para o seu público. Ombre Noire da clássica marca de cristal Lalique me fez pensar com relação a fronteira que há entre perfumaria comercial e de nicho, que faz com que muitas pessoas sintam um perfume mais arriscado como Ombre Noire e o coloquem com qualidade de nicho. Não é uma questão de qualidade, apesar de que poderia dizer que é possível sim ter perfumes comerciais hoje com características de nicho, ainda mais se você pensa na definição de dicionário da palavra. Quando você vê nome, frasco, notas e sente Ombre Noire na pele você entende claramente que esse não é um perfume de massa, não foi feito para agradar a todos ou para vender fácil. É um perfume de características muito específicas e, nesse sentido, é sim um produto 'nichado'.

Trabalhando com um conceito de sombras negras como o nome deixa implícito, Ombre Noire é de certa forma um ensaio em forma de perfume sobre o conceito da palavra perfume, que deriva do latim, profumum - através da fumaça. É interessante que sua composição pega duas notas características de fundo - mirra e olíbano - e as coloca como protagonistas da criação, com um aroma resinoso, quente, com o aspecto de couro negro aveludado que a mirra consegue sugerir e com o lado mais fresco, brilhante e apimentado do olíbano.

 As duas resinas são as que projetam suas sombras negras em uma composição onde há uma dança de nuances entre o aroma de conhaque, o cheiro mais fresco e cítrico e um certo frescor secundário que me fez pensar em gengibre a princípio mas que parece vir da menta. Depois que a fase mais litúrgica e espiritual de Ombre Noire passa seu aroma segue um caminho que de certa forma é similar ao de Encre Noire na textura: um aroma amadeirado mais discreto, abstrato e mineral, um que ganha um toque mais exótico aqui devido a sugestão secundária de oud proveniente do uso do papiro na composição.

Esse é o tipo de perfume que exige uma estratégia de distribuição progressiva para que aos poucos ele crie, assim como Encre Noire, um público fiel de usuários que é capaz de o manter em produção. É um perfume onde você percebe que houve um cuidado maior com o conceito como um todo, entre imagem e conteúdo, e um desejo de fazer algo mais sofisticado e arriscado. É por criações assim que fica dificil generalizar e afirmar que perfumaria comercial não faz mais boas criações - elas apenas passam despercidas debaixo do seu nariz se você não souber procurar. Um belíssimo perfume de incenso e resinas, executado de forma maestral.