11 de mai. de 2020

Prada Amber Pour Homme - Avaliação Perfume


Uma característica interessante dos perfumes que se tornam clássicos com o passar do tempo é a capacidade de nos surpreender com aspectos novos de seu cheiro mesmo depois que já nos acostumamos com ele. Diria que sob essa perspectiva considero Prada Amber Pour Homme um clássico moderno, um perfume que ao longo da minha trajetória com ele sempre revelou algo interessante em seu cheiro.

Superficialmente, ele é um aroma macio, levemente atalcado e inocente, que remete ao cheiro de sabonete infantil. Entretanto, há muito mais nele, detalhes que vão se revelando somente com o tempo. Há um agradável e sóbrio acorde amadeirado discreto, seco mas sem ser muito seco, e uma base oriental clássica tratada com uma leveza moderna, como se o perfumista tivesse se inspirado em alguns aspectos do L'Heure Bleue e transportado-os para o universo masculino.

Hoje me surpreendo com um aroma de couro, que nunca notei em Prada Amber Pour Homme. É a última camada, um segredo bem guardado, um aroma de couro seco, sedoso, de qualidade, que não rouba a atenção das outras notas e espera por ser descoberto. Simples, porém complexo ao mesmo tempo, é um daqueles perfumes fáceis de serem desprezados a princípio o que facilita que não se perceba o quão bem composto e interessante ele é.