23 de jun. de 2020

Amouage Memoir Man - Avaliação Perfume



Amouage Memoir Man é um dos perfumes da popular marca de nicho árabe que nunca me encantou completamente apesar de sua grande aceitação entre os influenciadores digitais e os apreciadores de perfumaria de nicho. Prometendo um perfume inspirado no absinto e na personalidade de Baudelaire eu esperava algo mais ousado e diferente de Memoir Man e ainda que a fragrância não decepcione comparada com outras no mercado ela fica aquém do que seu conceito e proposta poderia entregar,

Eu vejo em Memoir Man um perfume indeciso entre ser ousado e ser algo comercial luxuoso, como se houvesse um risco de sacrificar as vendas ao trabalhar plenamente o aspecto verde e amargo de Memoir Man. Pelo menos não se pode dizer que não há certa ousadia na saída, com um estranho aroma inicial que remete àquelas pastilhas herbais aromatizadoras de carro. Isso se tranforma para algo mais mentolado que se combina ao cheiro de especiarias e pinho. Essa combinação de elementos faz inclusive Memoir Man parecer uma homenagem ao perfume Caron Yatagan.

Passado essa fase o perfume vai se tornando previsível e de certa forma comportado. Ainda que o aroma de absinto se mantenha na evolução, quem ganha destaque é uma lavanda que parece remeter a aromatizador de ambientes. A etapa final de Memoir Man vai em uma direção previsível, um amadeirado comportado onde vetiver e gaiac combinam-se ao aroma de musk e de um incenso mais clean, sem nada defumado ou resinoso. Diria que é essa combinação entre previsível e ousadia que ganhou o público, aliado é claro a excelente performance de boa parte dos perfumes da Amouage. Entretanto, para um perfume inspirado em um poeta boêmio e de estética simbolista e complexa Memoir Man deixa um pouco a desejar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Commentários/Comments