25 de jun. de 2020

Avon Artistique Iris Fétiche - Avaliação Perfume


Uma das coisas mais interessantes de se observar na expansão da perfumaria de nicho é como sua influência e crescimento tomou conta de todos os setores da perfumaria. Você percebe ecos do que se tornou cobiçado e exclusivo indo desde a perfumaria mais seletiva até a perfumaria mais massificada, como se as marcas tivessem que se ajustar ao que o consumidor passou a desejar.

É apenas nesse contexto que uma coleção como a Artistique poderia ter nascido dentro da Avon. A marca tem lutado para se renovar e reconquistar seu público e é difícil a posição que ela se encontra, uma empresa vista como bem massificada e popular. Por isso faz sentido que ela busque adaptar a narrativa que coleções de nicho trazem para lançar sua coleção mais exclusiva e prestigiosa: ênfase na perfumaria como arte, protagonismo dos perfumistas, exaltação de materiais preciosos.


Em Iris Fétiche a marca consegue bem viver nessa premissa e trazer algo que surpreende. A perfumista Emille Copperman criou uma sinfonia de iris, baunilha, folhas verdes e madeiras inspirada em sua infância na Normandia. Diria que adicionalmente pediram à perfumista que encaixasse uma semelhança com uma iris gourmand similar a do la vie est belle. E o triunfo disso é que a perfumista conseguiu encaixar as duas coisas sem que uma canibalize a outra.

Iris Fétiche de fato é uma iris fetichista no sentido de que ela faz um jogo de aromas na pele. A princípio ela se mostra como uma lolita, inocente, adocicada e inofensiva, como se fosse mais um clone do La Vie Est Belle. É como se fosse o canto da sereia, seduzindo as consumidoras com algo que elas conhecem. Entretanto quanto mais o tempo passa mais esse perfume vai numa direção ousada, trazendo um aroma mais terroso e uma iris mais vegetal e com nuances de lapis. Isso é bem equilibrado com um toque verde fresco, notas ambaradas, sândalo e uma baunilha que não é tão açúcarada como parece.  De maneira geral esse perfume é a vitória de quando a perfumaria artística e massificada se juntam: uma fragrância com ares comerciais, sofisticação artística e uma qualidade que é obtida a um preço mais justo dado uma produção em maior escala. Vale muito a pena conhecer.