28 de jun. de 2020

Avon Eve Elegance, Confidence e Alluring - Avaliações Perfumes



Nem todas as coleções da Avon de fato surpreendem por irem além do que uma perfumaria de massa pode ser. Algumas servem apenas para preencher o espaço numa perfumaria mais popular com criações que somente cumprem o que o mínimo que um perfume deve fazer, que é te deixar perfumado/perfumada. Ao utilizar o apelo de celebridade da atriz Eva Mendes o trio de fragrâncias Eve Elegance, Confidence e Alluring trás fragrâncias que não são memoráveis ou célebres, mas que pelo menos cheiram bem. Cada uma é feita para ter qualidades de diferentes facetas da mulher, mas na prática 2 delas acabam sendo bem parecidas entre si e trazendo visões caricatas dessas facetas.

Eve Alluring serviria para representar o lado mais sedutor dessa mulher com uma composição feita de ameixas, violetas, iris, flores brancas e frescas, madeiras, ambar e musk. O jogo de sedução aqui é bem barato e raso e não há nada muito voluptuoso de fato: a saída tende para um frutado meio genérico que poderia ser outra fruta fora as ameixas e a iris e violeta não se destacam de fato, servindo mais como acessórios para o aroma doce e de musk. As flores brancas tem um cheiro meio genérico e de maneira geral Eve Alluring soa barato, sem uma evolução digna ou muita duração na pele.

Eve Confidence já trás uma mulher mais confiante, representada pelo aroma de chantilly, peras, frangipani, frutas vermelhas, jasmim, baunilha, madeiras e musk. Não há muita confiança nessa composição, que soa justamente como alguém inseguro que apela para um perfume floral frutado sem muita personalidade e que irá agradar justamente por ser inofensivo. A evolução é similar a de eve alluring, um doce genérico com nota de musk. A diferença é que aqui temos uma saída frutal bem barata e que remete a shampoo ou a um body splash bem baratinho e sem graça.

O único que acaba se salvando de fato é Eve Elegance, um floral soapy e fresco que de fato soa elegante com seu delicado aroma floral branco. É curioso que a avon quase não divulgue notas nele e coloque destaque em uma fruta que não se destaca em seu aroma. Não há nada que remeta muito a romã no perfume, que se assemelha mais a um mix de flores elegantes, algo que fica entre jasmim, lírio do vale e um toque cosmético de magnólia, algo que remete aos cremes clássicos da avon e trás um aspecto mais adulto e sedutor que o destaca dos outros 2, que soam mais como perfumes adolescentes desprovidos de personalidade.