23 de jun. de 2020

Avon Incandessence EDP - Avaliação Perfume

Lançado em 2001 e ainda em produção em vários locais do Mundo o perfume Incandessence já faz parte dos clássicos da Avon, os perfumes que parecem resistir ao tempo e às tendências, continuando a conquistar o coração das consumidoras ano após ano. No caso de Incandessence talvez isso seja um próprio reflexo do floral brilhante que a fragrância tenta criar para capturar o fenômeno da incandessência. Outro motivo que certamente ajuda é a semelhança com um sucesso de vendas da perfumaria feminina, Dior J'Adore.

J'Adore foi lançado em 1999 e seu grande sucesso levou outra empresas, entre elas a Avon, a emular seu aroma floral frutado, adequando-o aos seus consumidores. Incandessence captura o mesmo floral fresco e frutado mas difere do J'Adore por omitir as notas florais-frutadas que remetem a algo levemente aquático. Isso abre espaço para que se percebe um leve toque de pêssego. A parte floral parece girar mais ao redor da pêonia, apoiada no aroma fresco e verde do lírio do vale. A orquídea é bem discreta e dá um leve aspecto verde e metálico bem distante.

Como a ênfase é em produzir um floral leve e luminoso e como esse é um perfume de 2001 a base de Incandessence é um aconchegante conjunto de musks limpos e macios e discretos. É talvez uma das maiores limitações aqui, mas considerando o preço cobrado isso não é um impeditivo - Incandessence foi feito provavelmente para ser reaplicado ao longo do dia. É uma boa transposição mais massificada da ideia do J'Adore mas uma que não sacrifica a harmonia da fragrância para torná-la mais acessível.