23 de jun. de 2020

Avon Rare Pearls - Avaliação Perfume



Por razões desconhecidas a linha Rare foi outra das linhas que a Avon pouco explorou dentro do território brasileiro, o que é uma pena dado o conceito interessante e os frascos extravagantes. Rare Pearl já é também um clássico, lançado em 2004 e em produção até hoje. Feito para capturar no aroma a beleza e preciosidade de uma pérola essa é outra fragrância da avon que parece se inspirar em um perfume da Dior.

A diferença de Rare Pearls para Incandessence é que aqui temos uma inspiração menos literal, uma inclusive que parece combinar elementos de mais de um perfume e acrescentar um toque avon. É como se a empresa ao criar um floral perolado tivesse combinado aspectos do perfume Boucheron Initial com o aroma floral branco sensual do pure poison e acrescentado um toque cosmético que remete aos cremes clássicos da avon.

Imediatamente ao sentir Rare Pearls sua reprodução de magnólia me fez lembrar os cremes faciais clássicos da avon, um aroma floral delicado e cremoso e com um ar retrô. A semelhança com o perfume pure poison surge logo em seguida pela maneira como ambos utilizam jasmim e flor de laranjeira, criando um aroma floral branco com nuances de mel mas predominantemente cítrico e remetendo a dama da noite. Na fase final Rare Pearls parece ir em direção ao patchouli, mel e ambar do perfume Initial, criando algo que remete a chypre moderno. Talvez o único senão de Rare Pearls na pele é sua performance, que se mostra meio tímida para um perfume exótico, adulto e rico em aroma.