1 de jun. de 2020

Café de Parfum Black Addiction e Rustic Dawn - Avaliação Perfumes


É bem interessante ver na Café de Parfum uma proposta nova às inspirações gourmands mesmo que isso desafie bastante a concepção do que é gourmand. Entretanto, temos que considerar que o nível de açúcar e textura das sobremas varia muito entre diferentes culturas, o que abre margem à interpretação. Mesmo assim, há momentos onde Saruj consegue evocar de uma maneira mais clara as sobremesas que ele se inspira enquanto há outros momentos que do ponto de vista do conceito ele deixa a desejar. O curioso é que suas habilidades para composição são tão boas que mesmo tais momentos decepcionantes são muito bons do ponto de vista olfativo.

É o caso, por exemplo, do perfume Black Addiction, uma excelente fragrância dentro da linha mas uma que não se conecta fácilmente com o conceito do brownie. Saruj procura homenagear um simples e delicioso Brownie e por uns momentos até consegue - aqui temos uma espécie de brownie de café, um chocolate bem amargo com um cheiro de café torrado realista. O problema é que Black Addiction se transforma num perfume de couro e violetas e perde boa parte dos seus protagonistas. Entretanto, Black Addiction arrasa com o aroma de couro e violetas que entrega, conseguindo capturar com mais performance e projeção a ideia que Tom Ford Extreme tenta propor ao mesmo tempo que parece ser uma homenagem das boas ao clássico perfume Fahrenheit. É uma pena que o conceito e a proposta da linha acabem enviesando isso.

Já Rustic Dawn é um bom exemplo de quando Saruj consegue descontruir a doçura de uma determinada ideia, brincar com seus elementos e ainda sim ser capaz de transmitir a sobremesa homenageada. Estamos diante de um clássico das sobremesas com um delicioso aroma - a torta de maçã - e também diante de uma temática que foi dominada por um perfume que a evoca de maneira forte - Hermés Ambré Narguile. Rustic Dawn consegue com sucesso criar a fantasia de uma torta de maçã verde e parece criar a impressão do cheiro da maçã verde, cravo e canela se espalhando pelo ambiente. O gerânio é usado de maneira inteligente aqui, servindo para trazer um aspecto mentolado e verde e segurar mais tempo a impressão abstrata de maçã verde. A base cria um aroma oriental amadeirado que consegue manter a temática em um território rico e sofisticado sem ir numa direção doce ou de mel. É uma das reproduções mais bem sucedidas dentro da linha.