22 de jan. de 2021

Guerlain Les Absolus d'Orient - Patchouli Ardent

 


Guerlain Les Absolus d'Orient Patchouli Ardent

Amostra enviada por Kenia Ferreira. Encomendas podem ser feitas via instagram: https://www.instagram.com/kenyadacosta01/

Continuando a explorar um estilo mais extravagante e moderno de perfumaria oriental a Guerlain acrescenta Patchouli Ardent à sua coleção Les Absolus d'Orient. A ideia aqui é honrar o Patchouli de uma maneira que mantenha seu aspecto exótico de uma maneira mais luminosa.

Thierry Wasser parece ter trabalhado aqui com uma extração mais molecular e limpa do patchouli, permitindo a ele ressaltar seus diferentes aspectos em momentos distintos da composição. Na saída o lado mais verde do material é enfatizado pela presença do figo, que é harmonizado com toques especiados frios e quentes.

Logo na evolução surge um Patchouli com aspectos ambarados e luminosos e que é combinado a uma elegante rosa que aparece mais licorosa e com uma nuance de tabaco. O cedro acaba sendo um coadjuvante nesse cenário, ressaltando o lado mais amadeirado do patchouli.

Nas camadas mais profundas do aroma Thierry Wasser busca trazer um toque animálico e mais dark ao patchouli por meio de um aroma de couro que tem nuances oleosas e também remete a acordes modernos de oud. Ainda que tenha uma temática mais oriental o perfume consegue aliar versatilidade e performance e entrega um patchouli equilibrado e multifacetado.

21 de jan. de 2021

Louis Vuitton Noveau Monde - Avaliação Perfume


Amostra enviada por Kenia Ferreira. Encomendas podem ser feitas via instagram: https://www.instagram.com/kenyadacosta01/

O Conglomerado de luxo LVMH parece ter percebido que mesmo com a tendência de abolir o gênero na perfumaria exclusiva e de nicho homens e mulheres ainda sim tendem a consumir diferentes estilos de fragrâncias e até mesmo prefir diferentes apresentações. Por isso algumas das marcas do grupo (Guerlain e Bvlgari) tem adotado a estratégia de oferecer coleções com fragrâncias voltadas para um público ou outro. Isso foi feito recentemente com a marca de artigos de couro Louis Vuitton ao criar em 2018 uma coleção de fragrâncias voltadas ao público masculino após criar em 2016 uma coleção voltada ao público feminino.

Nouveau Monde faz parte dessa leva de 2018 de criações voltadas aos homens e algo interessante que a marca fez com o conjunto de criações voltadas a esse público é que uma espécie de assinatura olfativa de couro foi trabalhada em todos eles em maior ou menor grau. Noveau Monde apesar de não listar isso possui claramente um aroma de couro que se mistura a sua temática olfativa principal, que é o encontro inusitado do Oud (a variedade proveniente de Asssam) com o Cacau para homenagear as explorações de um de seus clientes, Pierre Savorgnan de Brazza, pelo continente africano. A marca ainda lista a utilização do açafrão para conciliar o que ela chama de luz e sombras e criar uma harmonia especiada na pele.

Como vários perfumes da coleção da Louis Vuitton Nouveau Monde soa familiar, mas é um familiar chique muito bem executado e calibrado. Nouveau Monde remete a outra criação do mesmo perfumista do conglomerado da LVMH, François Demarchy, trabalhando um couro-agarwood similar ao encontrado no perfume Santal Noir da Christian Dior. Entretanto Demarchy parece um pouco mais ousado aqui, criando uma composição cheia de pequenas nuances que surpreendem ao olfato.

Nouveau Monde rapidamente mostra seu tema principal, o aroma de agarwood e couro que mostra um couro oleoso e um agarwood animálico bem equilibrado, nada exagerado em nenhuma das nuances. O tipo de couro trabalhado aqui é similar ao de perfumes como Cuir d'Ange ou Cuir Cannage, entretanto apoiado em um agarwood um pouco animálico e tornado mais comercial pela inclusão de um acorde cítrico e fresco que fica de fundo. É quase como se tivesse uma nuance aquática e que remetesse a ambergris no perfume e surpreendentemente funciona muito bem. A forma como o açafrão e a rosa são trabalhados no perfume de fato trazem luminosidade, entretanto uma que parece ir mais na direção de um delicado mel do que especiarias de fato. Talvez um erro conceitual de Noveau Monde seja o destaque no cacau, visto que ele não é um protagonista facilmente identificável no perfume, parecendo entrar junto com um toque de baunilha e caramelo numa nuance gourmand que completa o perfume em sua fase final.

Assim como alguns dos perfumes da linha feminina (como Turbulences e Dans La Peau), apesar de Noveau Monde ser direcionado ao público masculino é perfeitamente compartilhável pela forma como mesmo as aspectos mais agressivos da ideia são harmonizados e suavizados. Esse não é um perfume conceitual ou chocante, mas ao trabalhar cuidadosamente nos detalhes olfativos a marca oferece algo que soa sofisticado como a faixa de preço cobrada sugere.

Guerlain Aqua Allegoria Rosa Rossa - Avaliação Perfume


Amostra enviada por Kenia Ferreira. Encomendas podem ser feitas via instagram: https://www.instagram.com/kenyadacosta01/

Com um nome que faz alusão a um floral delicado, tenro e feminino o perfume Rosa Rossa captura mais o lado primaveril e fresco da rainha das flores, a rosa. A marca não faz nenhuma alusão conceitual a passeios por jardins mas a analogia cairia perfeitamente bem nesse caso.

Rosa Rossa nos promete um encontro inesperado entre o aroma delicado das rosas e a combinação de lichia e groselha porém o encontro que parece ser central à composição é o que acontece entre a rosa e a peônia, com as frutas servindo de coadjuvantes.

A saída tem um pouco do aroma vermelho e meio azedinho da líchia e o aspecto mais silvestre da groselha mas ainda há um aroma bem cítrico e fresco nesse primeiro momento. A lichia funciona bem para dar elegância e delicadeza ao aroma da peônia.

Na evolução a peônia predomina a princípio com um aroma floral pendendo para o aromático. A rosa surge em seguida, trazendo um aroma mais verde e delicado à composição. Na base o perfume termina como outros da linha, com ênfase em musks e toques amadeirados sutis.

Rosa Rossa não é uma fragrância que me empolga em seu aroma floral primaveril mas é o tipo de perfume agradável e fácil de usar que eu consigo ver tendo grande apelo com uma parcela do público feminino que busca algo mais delicado e fresco com um toque floral.

20 de jan. de 2021

In The Box Idolyzed - Avaliação Perfume Contratipo (Lancôme Idôle)


Adquira o perfume:https://rb.gy/ghsmbv
Adquira o decant com 5% desconto (cupom PDDEGUIDO): https://rb.gy/2qafhf

Lançado em 2019 o perfume Lancome Idôle foi uma das minhas maiores decepções, principalmente pela marca o promover de maneira exagerada e entregar uma fragrância que não possuia nada tão grandioso. Idôle me parece naquele momento um perfume perfeito para produzir contratipos e similares, onde o nome da marca e conceito pouco importam.

In The Box Idolyzed faz bom proveito do aroma floral frutado fresco e agradável e reproduz bem cada uma das fases da fragrância na pele. Ainda sim os absolutos florais que a Lancome utiliza no original acabam se mostrando não tão fáceis de serem reproduzidos e acabam impactando um pouco na similaridade.

Idolyzed abre de maneira bem parecida com o original, pondo um pouco mais de ênfase no aroma frutado aquoso da pêra. A evolução permanece indo na direção de um jasmim verde e delicado e há uma diferença no aroma das rosas, que parecem um pouco mais artificiais aqui. Na base o perfume converge para um aroma limpo e discreto de musks com um toque chypre e de baunilha, similar ao que acontece no original. A performance é média da mesma maneira que na criação da Lancôme, oferecendo aqui um floral radiante com um bom custoXbenefício. 

Guerlain Aqua Allegoria Granada Salvia - Avaliação Perfume

 


Amostra enviada por Kenia Ferreira. Encomendas podem ser feitas via instagram: https://www.instagram.com/kenyadacosta01/

Em Granada Sálvia a Guerlain propõe uma jornada de frescor veranil um pouco mais exótica. Dessa vez a fragrância tem o objetivo de nos transportar para os Jardins da Andalúsia, personificando a romãzeira em uma fragrância com um toque herbal de sálvia e um fundo almiscarado branco.

A abertura da fragrância é mais cítrica do que frutal e estamos mais diante de um pomar de frutas cítricas do que uma árvore de romã. Temos predominância do frescor leve da bergamota, um toque de limão e um aspecto frutado silvestre do cassis, como se o cassis abrisse caminho para o romã.

O aroma do romã na evolução é praticamente inexistente, como se a fruta ainda não estivesse madura e não exalasse aroma. É preciso forçar a percepção para sentir o seu aroma meio doce e meio azedinho e suas nuances suculentas e que remetem a vinho. Mesmo o toque herbal da sálvia é bem discreto.

A evolução é como o descrito pela marca, um aroma predominante em musks e que confere uma aura limpa e rente a pele. Um leve toque de patchouli cria uma nuance amadeirada bem discreta. Esse é um dos perfumes da linha Aqua Allegoria que deixa a desejar na performance e na execução, prometendo um aroma de Romã e Sálvia que praticamente inexiste na pele.

Louis Vuitton Au Hasard - Avaliação Perfume



Amostra enviada por Kenia Ferreira. Encomendas podem ser feitas via instagram: https://www.instagram.com/kenyadacosta01/

Esse é certamente um nome muito peculiar para um perfume de uma coleção exclusiva e de nicho, já que traduzindo do francês significa algo como "aleatório, ao acaso". A ideia por trás disso parece ser a de emular dentro do perfume e em seu aroma a viagem ao desconhecido, a sensação inesperadas.

Curiosamente, Au Hasard não soa nem um pouco inesperado e parece mais uma exploração a um território olfativo que uma outra marca de luxo já fincou a bandeira e se fez conhecida por isso. O encontro do sândalo com o aroma de musk da semente de ambrette e as notas frutadas e cítricas que são trabalhadas juntos imediatamente remete a assinatura olfativa de alguns perfumes da Creed. Considerando que eles vendem muito bem, talvez tenha sido algo intencional.

O que é interessante disso é que a inclusão da assinatura olfativa de couro, marca de boa parte dos perfumes da linha, dá vida nova a ideia e é interessante por que a Creed nunca fez isso em seus perfumes mais frescos. Au Hasard encontra um equilíbrio entre um leve tom frutado de pêra, um frescor cítrico sofisticado e um aroma seco e levemente oleoso de couro que se mantém discreto e persistente. 

O sândalo do perfume de fato parece ser um tipo natural e de alta qualidade, o que tem um lado positivo e negativo. O positivo é o perfil agradável e leve do aroma da madeira, e o negativo chega a ser que combinado ao aroma dos musks o perfume se torna discreto na evolução. Uma fragrância que não corresponde exatamente ao nome/conceito mas que acrescenta algo de fato inesperado (o aroma de couro) a uma ideia conhecida (a assinatura olfativa cítrica-musk-amadeirada da Creed).