24 de jul. de 2020

Caron Accord Code 119 EDP - Avaliação Perfume



É interessante que ao nomear o seu lançamento feminino de 2011 com o código de um acorde a Caron o tenha transformado em algo enigmático e ao mesmo tempo deixado espaço para que a mente se foque exclusivamente no aroma. Dos perfumes mais atuais da grife, esse é o que mais me encanta, pelo luxo e riqueza dele e a capacidade de trazer algo que soa distinto a uma família que tem se mostrado relativamente repetitiva, os perfumes chypres modernos.

É difícil dizer se o nome se refere a algum ingrediente secreto, a fórmula que foi lançada ou a algum acorde que o torna especial, o fato é que L'accord Code 119 é delicioso de se sentir. A combinação consegue encontrar um ponto de equilíbrio entre aspectos modernos e clássicos. É possível notar que o seu patchouli não é canforado demais, nem doce demais, e as frutas soam maduras, naturais, um aroma frutal que me remete tanto as frutas silvestres presentes na fórmula quando ao aroma sedoso de pêssego, remetendo aos aromas frutais bem elaborados de criações clássicas.

Mas o que talvez o torne mais rico é o aroma floral, executado com a qualidade de sempre da grife, de um buquê de jasmim não indólico complementado pela doçura do heliotropo. Como personagens secundários é possível sentir um musk cremoso em combinação com a baunilha na base, dando um aroma adocicado sofisticado a composição, e um aroma levemente apimentado e mais verde na saída.

É uma prova de que a família Chypre Moderna ainda tem espaço para novidades e que essas são memoráveis quando feitas utilizando-se de materiais luxuosos e mesclando o passado com o presente.