19 de ago. de 2020

Frapin Speakeasy - Avaliação Perfume



Estendendo o universo dos perfumes com nuances alcóolicas da Frapin Speakeasy tem sua temática centrada no rum e no tabaco, fazendo uma alusão ao tempo da lei seca nos Estados Unidos. Nessa época as bebidas eram proibidas e consumidas de forma ilegal, em estabelecimentos conhecidos como Speak Easies, onde eram mantidas as conversas em voz baixa, para não chamar a atenção da polícia.

Essa abordagem é mantida em Speakeasy e cai feito uma luva no estilo discreto e suave da maioria dos Frapins.Cercando o tema principal, o aroma de couro está sempre presente do começo ao fim, um couro macio, discreto e que remete a camurça. O couro, rum, tabaco e as outras notas criam pequenas referências a outros perfumes, que se dissolvem na temática principal antes que vc possa classificá-lo como semelhante ao perfume que elas parecem te lembrar.

A saída talvez é o momento mais enigmático de Speakeasy para mim. Após o aroma herbal e cítrico, que dura pouco tempo na pele, há um momento onde couro e frutas predominam na composição, um caleidoscópio de couro e frutas que pode ser visto de mais de um ângulo. Se vc percebe o aroma frutal como um delicado figo verde imerso em couro, há um leve quê dessa combinação que remete a Womanity Cuir, de Thierry Mugler. Mas também é possível notar o couro como misturado a um aroma de damasco e ervas, remetendo, de alguma forma, ao minimalismo de couro frutado do Osmanthe Yunnan da Hermessence.

A terceira faceta vem logo em seguida, quando o aroma frutal ganha nuances de ameixa devido a davana e imortelle e combinado ao couro acaba remetendo a abertura do Serge Lutens Boxeuses. Novamente, o perfume se transforma e abre espaço para as nuances de mel e tabaco se juntarem ao aroma de couro frutado. Por fim, a sempre-viva se torna mais evidente na pele, com suas nuances de feno e açúcar queimado, e junto com o couro cria uma última impressão olfativa ligada ao Histoires de Parfums Marquis de Sade.

Depois dessa sucessão de drinks alcóolicos frutados servidos em um ambiente onde o couro se mistura ao aroma do tabaco consumido Speakeasy termina em um aroma de nuances ambaradas e almiscarados, calmo e que mantem apenas um pouco do couro e da impressão frutal na pele. A densidade do tema com o tratamento suave e periférico torna Speakeasy uma criação que é fácil de usar ao mesmo tempo que é instigante, pois dá pistas de sua complexidade, como se convidasse o usuário para o seu universo alcóolico proibido.