24 de ago. de 2020

Natura Ekos Magia da Floresta - Avaliação Perfume


Adquira o decant com 5% de desconto (PDDEGUIDO5): https://rb.gy/ew722u

Uma coisa que eu acho admirável na Natura é sua resiliência em ter uma identidade nacional própria e que procura exaltar a nossa cultura. Ainda que sua renovação tenha sido apoiada em transformar sua assinatura olfativa para as tendências internacionais que chegam aqui a marca não deixou de lado a exaltação de matérias-primas nacionais e a renovação de sua vitrine de brasilidade, a linha Ekos.

A princípio estava cético com relação ao perfume Magia da Floresta quando ele foi lançado, entretanto não me atentei a sua proposta, que é algo inusitado para os tradicionais conceitos de sedução que geralmente são explorados. A ideia é capturar em um perfume a beleza dos aromas da Amazônia depois da chuva, uma mistura que envolve o aroma de raízes, folhas, árvores e flores em uma composição de cunho amadeirado e balsâmico. O resultado olfativo dessa ideia é bem interessante.

O aroma de Magia da Floresta é de fato um aroma misterioso e um cheiro inusitado para um perfume feminino, já que é desprovido dos clichês gourmand, florais, frutados e chypres. O perfume captura o aroma exótico e misterioso da priprioca e lhe dá um ar amendoado fougere de cumaru. Ao redor disso há um buquê floral exótico, verde e úmido, combinado a nuances secundárias de frutas e especiarias. Quando o perfume se encaminha para a base o aspecto mais amadeirado e quente da sua composição se torna evidente.

Apesar de classificado como perfume feminino Ekos Magia da Floresta poderia ser tranquilamente unissex em sua proposta exótica e diferente. É um perfume acessível que procura explorar a beleza da floresta amazônica sem cair em clichês e uma criação que mostra que por mais que a Natura esteja empenhada em ir em frente ela não deixou de lado sua essência. Outro excelente trabalho em um dos anos mais fortes da marca.