24 de ago. de 2020

Natura Urbano Noite - Avaliação Perfume



Adquira o decant com 5% de desconto (PDDEGUIDO5):https://rb.gy/nu5oaa

O lançamento da fragrância #Urbano em 2014 foi um momento divisor de águas na perfumaria masculina da Natura. #Urbano foi o primeiro perfume onde a marca começou a renovar seu estilo olfativo para o público masculino, inovando inclusive ao utilizar um material inédito, o sintético akigalawood. O perfume foi um divisor de opiniões e capaz até mesmo de gerar polêmica pelo seu aroma herbal. O fato é que a fragrância foi um sucesso de vendas do qual a marca tem tentado tirar flankers tão bem sucedidos quanto o original.

#Urbano Noite é o terceiro flanker da coleção após a versão mais fresca chamada Recria e a mais intensa chamada de Noturna. Para essa nova fragrância a Natura resolveu investir mais pesado no processo como um todo, buscando um material natural inédito para a criação e um processo colaborativo que envolveu a perfumista da casa, o artista Spetto e o renomado perfumista Antoine Maisondieu. O objetivo era fazer um perfume moderno, jovem, urbano e ousado, características que acabam se refletindo de fato no perfume.

#Urbano Noite me intriga pois por cima de um aroma bem jovem, leve e agradável há algo ousado para um perfume masculino, um aroma floral fresco. Ele está escondido no centro da composição, uma espécie de aroma de lírio do vale com toques de ylang e envolvidos pela lavanda para que as flores possam ir em uma direção mais aromática e luminosa. Veronica comenta que o aroma da Piper foi escolhido devido as suas nuances mais provocantes.Sem ter cheirado a matéria-prima isoladamente é difícil de ter certeza, porém piper parece contribuir para um aroma mentolado, apimentado e curiosamente um pouco plástico, algo que acrescenta de fato um toque bem urbano à composição. Esse aspecto mais ousado é contrabalanceado com um uso bem moderado de notas aquáticas que ajudam a trazer o perfume numa direção mais jovem.

O único senão da fragrância é sua evolução, que é bem discreta na pele. A versão Noite parece gastar toda a sua energia nas primeiras horas da noite e depois assenta para um aroma discreto, uma mistura de musk com sândalo e um aspecto amendoado de fava tonka. Isso contrasta com o #Urbano original, marcante do começo ao fim. Essa versão acaba sendo talvez uma noite de calor ou até mesmo mais ousada em um uso diurno (ou em temperaturas bem quentes). Ainda sim, é um trabalho que surpreende pela forma como aspectos bem comerciais e aspectos mais ousados são muito bem combinados. Certamente uma fragrância ousada.