10 de set. de 2020

Maracujá Brasil Maracujá & Baunilha - Avaliação Perfume



Adquira o decant com 5% de desconto (PDDEGUIDO5): https://rb.gy/snlym7
Uma das minhas frustrações inicias com a Maracujá Brasil advém do fato de eu ter me sentido enganado pela marca e seu posicionamento inicial. Com ares do que seria uma perfumaria mais artística e de nicho os primeiros perfumes do reposicionamento da empresa no mercado eram tudo menos isso. Soando mais como interpretações de sucessos comerciais, a primeira leva de lançamentos da marca beirava o contratipo disfarçado de criação original e artística, o que é um desonesto. Sendo assim, as expectativas iniciais para as novas criações da marca eram bem baixas.
Pela descrição e notas do novo Maracujá & Baunilha eu já esperava um clone do bem sucedido Lancome Hypnose e felizmente isso não acontece aqui. Finalmente a marca lança perfumes inspirados na fruta que dá nome a sua marca e se dedica a fazê-los com a originalidade que é vendida. E em termos de proposta Maracujá & Baunilha entrega justamente o que se propõe: um creme de maracujá, gustativo o suficiente para dar vontade de comer mas equilibrado o suficiente para que soe como um perfume.
O Foco aqui é capturar as diversas nuances do Maracujá e contextualizá-lo dentro de uma estrutura gourmand que remeta a um delicioso mousse de maracujá. A nota em geral é construída de maneira similar a do clássico Ekos Maracujá, entretanto dando mais ênfase ao lado azedinho e frutado fresco e reforçando as nuances florais.
O perfume emprega o pêssego e a pêra na saída para reforçar a ilusão frutal e equilibrar o lado mais azedinho do maracujá criado. A doçura da baunilha logo aparece, criando a textura de mousse de maracujá sem tornar o perfume excessivamente doce. Depois de uma hora o lado mais floral aparece e o jasmim junto com a orquídea criam uma textura floral que dá um lado mais sensual e equilibrado à composição, evitando que ela se torne doce demais ou linear demais.
O interessante é que o perfume consegue segurar a ilusão do maracujá do começo ao fim da fragrância, lembrando o azedinho do maracujá mesmo quando chegamos a base de baunilha, ambar e tonka. Nessa fase é como se esse mousse de maracujá tivesse uma base meio caramelada e com nuances amendoadas, trazendo um novo lado à dinâmica principal de baunilha e maracujá. A ideia em geral é interpretada de maneira comercial, porém muito bem feita, condizente com a proposta e sem precisar se inspirar em outras fragrâncias. É uma boa surpresa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Commentários/Comments