11 de set. de 2020

Nuancie Lince - Avaliação Perfume Contratipo (Egoiste Platinum)

 


Adquira o decant com 5% de desconto (PDDEGUIDO5): https://rb.gy/o2ortm Alguns sucessos da perfumaria comercial acabam sendo deixados de lado das discussões e interesse do público, o que pode dar a impressão de que não há interesse por eles para que existam contratipos por marcas que surgiram nos últimos anos no mercado. Felizmente cada um dos players tem visto essas oportunidades e trazidos fragrâncias clássicas consagradas de grandes marcas, o que torna o portfolio de cada empresa único e interessante de ser explorado. Uma dessas criações é Lince, proposto pela Nuancie como inspiração no perfume Egoiste Platinum da Chanel. Esse foi um dos Chanel da década de 90 que procurava modernizar a linha masculina da marca, apostando em uma fragrância amadeirada de contornos fougeres e aromáticos mais condizentes com a época. Lince faz um bom trabalho em capturar esse cheiro que para muitos foi sinônimo de elegância, sobriedade e versatilidade. Em termos estruturais todos os componentes do Egoiste Platinum se refletem em Lince e há mais diferenças nos detalhes, algo que é até difícil de avaliar considerando-se as reformulações recentes que o perfume sofreu. Lince porém trás a alma do Egoiste Platinum: o aroma limpo e refrescante da lavanda, o frescor moderno da década de 90, as nuances erbais das ervas, gerânio e do gálbano e a base amadeirado transparente com um toue suave de couro e um aspecto clássico discreto de musgo. O perfume flui de maneira harmônica na pele e com uma performance compatível a do original e condizente com o que a nuancie tem praticado. Em tempos de dólar alto e preços exorbitantes Lince é uma opção que pode não ter o pedigree do original mas que trás a essência do mesmo e serve como uma versão econômico e de uso diário.