26 de out. de 2020

Avon Black Essential - Avaliação Perfume

 


A Avon as vezes atua de maneira misteriosa com a forma como lança suas linhas ao redor do mundo. O Perfume Black Suede por algum motivo nunca veio ao Brasil ou se veio foi rapidamente descontinuado - o que é intrigante, visto que fora ele sempre foi um dos principais da linha masculina. A marca resolveu introduzir a linha no Brasil apenas quando foi criado o perfume Black Suede Essential e por algum motivo que só a Avon sabe resolveu transformar em nossa terra o flanker no pilar da linha, criado aqui no Brasil a coleção Black Essential.


A proposta de Black Essential acaba de certa forma se perdendo quando ele passa a ser o perfume principal da linha, visto que ele veio em 2013 para rejuvenescer o clássico Black Suede. Black Essential é como se trouxesse apenas o essencial da assinatura do clássico perfume da marca, focando em notas intensas e impactantes de mandarina, lavanda e couro.


O perfume não poderia passar mais longe o possível de algo de fato intenso e impactante. Black Essential parece mais uma versão diluída e fresca de um perfume clássico de couro, onde o aspecto mais emborrachado e cru do mesmo é suavizado e torna-se praticamente fantasmagórico. Por cima desse couro quase inexistente é construido um perfume aromático cítrico, predominantemente de lavanda com a mandarina e talvez um toque cremoso especiado. 

É um mistério que ele continue a vender e permaneça no catálogo visto que a projeção é quase nula, a performance é pífia e o cheiro por mais agradável que seja é bem fraco se comparado a outros membros da mesma coleção. Esse é um que a Avon poderia pelo menos aumentar a concentração para fazer uma versão decente que honre um de seus clássicos masculinos.