22 de out. de 2020

Jean Paul Gaultier Ma Dame - Avaliação Perfume

 


Em Setembro de 2008 Jean Paul Gaultier trazia um novo capítulo a sua saga de perfumaria feminina com o lançamento de Ma Dame. Criado 9 anos após Fragile, um perfume ousado e infelizmente descontinuado, Ma Dame pretendia trazer para a Gaultier um novo público feminino, mais jovem. Mesmo assim Gaultier quis trabalhar Ma Dame como uma continuação mais jovem de Classique, seu grande sucesso de vendas.


Para isso, Gaultier mais uma vez trabalhou com Francis Kurkdjian em uma composição criada para ser um floral fresco ao redor das notas de rosa, grenadine (licor de romã), musk e cedro. De acordo com Kurkdjian, a fórmula de Ma Dame foi feita para ser curta e afiada, com uma fragrância que trabalhasse bem tanto uma grande quantidade de suavidade como de força.


É interessante que Ma Dame na pele seja tanto um perfume simples e moderno como uma criação com um certo ar retrô - é como se a musa jovem de Gaultier utilizasse, moderadamente, o talco de sua avô junto com o seu perfume floral fresco favorito. A forma como Kurkdjian cria Ma Dame faz com que sua dinâmica curta e afiada cria uma explosão de elementos diferentes na pele nos primeiros minutos, evoluindo depois para o lado mais macio e suave de nossa musa.


Ma Dame começa bem brilhante, como um coquetel rosa levemente adocicado onde misturaram alguma fruta cítrica (possivelmente bergamota), um toque de pimenta rosa e um aroma doce e azedinho do licor de romã. É a parte mais ousada e diferente da fragrância, que depois evolui para uma espécie de floral fresco levemente atalcado. Ainda que a marca liste apenas a rosa é como se tivessemos aqui também frésia e peônia dando esse frescor. Ma Dame finaliza na pele com uma boa dose de musks e um aspecto amadeirado bem distante. Falta-lhe um pouco de equilíbrio para que a parte mais interessante da fragrância dure, que é justamente os momentos da saída. É um perfume de Gaultier que deve ter conquistado seu público dado o seu frescor, facilidade de usar e versatilidade. Mas não é uma das fragrâncias que tem o DNA ousado e impactante da marca.