26 de out. de 2020

L'Orchestre Parfum Thé Darbouka - Avaliação Perfume

 



Há bastante trabalho e experiência por trás da coleção inicial de 5 fragrâncias que a L'Orchestre Parfum propôs em 2017. Seu fundador é Pierre Guguen e tem já uma experiência profissional no mundo das fragrâncias, tendo trabalhado pela Puig com a Comme des Garcons. Durante esse período é que Pierre participou de uma exibição que sinestésica que unia perfumaria e música. Isso foi o pontapé inicial para uma longa jornada de desenvolvimento que levaria a L'Orchestre Parfum, um projeto que explora musicalidades e aromas do mundo todo com a ajuda de perfumistas profissionais.


Thé Darbouka é uma das primeiras fragrâncias do projeto multisensorial. Ela é acompanhada de uma música composta por Nicolas Leroy e que possui como destaque o instrumento que dá nome a fragrância, o Darbuka, um tambor em formato de cálice muito utilizado no Egito, Oriente Médio, norte da África,sul da Ásia e Europa Oriental. Para acompanhar o som tribal e ritmado do Darbouka e para homenagear suar origens é proposto um oriental exótico que relembra o deserto do Saara, tendas de povos nômados e um aroma especiado e de chá.


O aroma na pele explora bem o conceito que é criado e combina com as batidas tribais da música que o acompanha. Temos aqui um aroma exótico, quente e fumegante que explora o cheiro da imortelle, cravo, canela, chá defumado e um aroma ambarado, amadeirado e exótico que mistura estoraque a toques de ambar e oud. A Ideia em geral é similar a encontrada na fragrância Marquis de Sade, porém feita de uma maneira mais equilibrada e com uma performance mais constante na pele.


Thé Darbouka tem grande protagonismo na imortelle, com seu aroma floral exótico e quente misturado a um toque de frutas secas e a um aspecto defumado de chá. É possível perceber cravo e canela esquentando essa mistura e conduzindo a uma base oriental ambarada. Nela temos o estoraque dando um aspecto de couro em meio a um oud mais adocicado e ambarado e a uma doçura exótica da imortelle, que permanece na pele do começo ao fim. É um perfume que pode surpreender e agradar a muitos em seu lado exótico, quente e curiosamente aconchegante.