11 de dez. de 2020

In The Box D'Eau Extrême - Avaliação Perfume Contratipo (Chanel Allure Homme Sport Eau Extreme)

 


Adquira o decant com 5% de desconto (PDDEGUIDO5):https://rb.gy/ppu0oh

Uma característica interessante dos perfumes da Chanel é a dificuldade em serem criados contratipos de seus perfumes mais populares e conhecidos. Por mais que suas combinações olfativas não sejam arriscadas ou até mesmo inovadoras a marca investe em matérias-primas naturais e sintéticas que não são facilmente obtidas no mercado, o que dificulta e muito a reprodução exata do aroma.

D'Eau Extrême inspira-se em um dos perfumes da Chanel difíceis de se conseguir uma versão exatamente igual ao original. Estamos falando do Allure Homme Sport Eau Extrême, lançado em 2012 para levar ao extremo o Allure Homme Sport, acentuando seu frescor, acidez, sensualidade e força. D'Eau Extrême foca nesse mesmos blocos do original e tenta contornar o máximo que pode as limitações encontradas.

A versão proposta pela In The Box acaba trazendo um pouco mais a força e o aspecto áspero do original para a saída da fragrância. Isso faz com que o cítrico da mandarina e o aspecto levemente aldeídico e aquático sejam envolvidos por um aroma amadeirado e ambarado bem seco. Se por um lado isso já dá uma boa projeção olfativa logo de cara por outro tira o aspecto sport do original.

Passado essa primeira impressão percebe-se na saída um aroma herbal e mentolado que é bem agradável, seguido por uma dose apimentada seca. A fava tonka é bem intensa, talvez até um pouco mais que o original. Ela cria um aroma amendoado e ao mesmo tempo herbáceo e só é suavizada quando a fragrância chega na etapada amadeirada musk da base. D'Eau Extrême é extremo e refrescante como seu nome sugere mas tem suas limitações para quem deseja um perfume que seja exatamente igual ao Allure Homme Sport Eau Extrême, limitações essas mais pelos segredos da Chanel na fórmula original do que pela qualidade da In The Box.